Secretário de Educação revela interesses políticos por trás da greve e diz que Poá e Mogi pagam os melhores salários da região aos professores
O secretário de Educação em Poá, Carlos Humberto Martins Duarte, participou nessa quarta do “Café na Redação” / Foto: Glaucia Paulino/ Oi Diário
Vai Encarar ?

O secretário de Educação em Poá, Carlos Humberto Martins Duarte, participou nessa quarta-feira do “Café na Redação” do Jornal Oi e apresentou um verdadeiro raio-x do sistema municipal de educação na cidade que é administrada pelo prefeito Gian Lopes (PR).

Com muita franqueza e clareza, o secretário fez importantes esclarecimentos sobre a paralisação dos servidores da educação que queriam reajuste de até 10% dos salários – apesar de a prefeitura não ter condições (neste momento) de atender a todos os pedidos dos servidores municipais por causa da possível queda do orçamento anual (em até 40%) em razão das mudanças impostas pelo governo federal na lei do ISS.

Com mais de 35 anos na área da educação (como professor, diretor, supervisor, dirigente de ensino e secretário), Carlos Humberto lamentou o fato de educadores terem permitido a participação no movimento grevista de pessoas que estariam interessadas em prejudicar o governo (apostando no quanto pior melhor) e que acabaram também prejudicando os professores e servidores sérios que tem compromisso com a educação e com a cidade de Poá.

O secretário reconheceu o direito de os servidores fazerem greve, garantiu ser sensível as necessidades dos professores, mas reforçou os argumentos que o prefeito Gian Lopes deu em sua participação (na semana passada) no programa “Vai Encarar?” de que a prefeitura não pode dar agora o reajuste exigido pelos servidores em razão da crise do ISS. E durante a entrevista (que pode ser conferida na íntegra no site e o no Facebook do Oi) o secretário informou que os professores de Poá estão entre os mais bem remunerados do Alto Tietê:

“Um professor em início de carreira começa com o salário de pouco mais de R$ 3,2 mil, sendo que esse valor aumenta com o tempo de carreira e os cursos (mestrado e outros) que os docentes vão fazendo. Nessa região só Mogi das Cruzes paga um salário um pouco maior que o pago aos professores em Poá. E vale destacar que o governo de Poá oferece aos professores benefícios que nem os educadores da rede municipal em Mogi conquistaram ainda”, explicou Humberto que também revelou suas metas para melhorar o sistema de educação em Poá nos próximos anos.