Saulo Dentista abre o jogo sobre os bastidores da eleição na Câmara e diz que oposição é ‘bancada’ por Testinha
Saulo afirmou em nota que a escolha de seu voto aconteceu no dia da eleição e que sua posição na disputa pela presidência da Casa de Leis é de independência/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Suzano Refis

Depois de revelar detalhes da ‘baixaria’ que impediu a realização de uma sessão extraordinária na Câmara de vereadores de Poá para a eleição da nova diretoria no último sábado, a reportagem do Jornal Oi questionou o vereador Saulo Dentista que segundo os vereadores da chapa de oposição ao governo do prefeito Gian Lopes (PR) teria mudado de lado na última hora em benefício da chapa governista. Confira as revelações do dentista e vereador:

Jornal Oi – De acordo com vereadores da chapa encabeçada pelo candidato à presidência Azuir, o vereador Saulo Dentista estava inscrito na chapa de oposição, mas no sábado teria mudado de ideia e se inscreveu na chapa governista que concorre à presidência da Câmara em Poá. Confere?

Vereador/assessoria – Ele não chegou a se inscrever em nenhuma chapa. Embora tivesse proposta de ambas as chapas. Apenas participou de reuniões em ambas. Mas o que ocorreu foi que houve um racha entre eles, e não havia número para ganhar a eleição. Na verdade, o grupo ficou enfraquecido. No sábado pela manhã, declarei meu apoio ao Deivão, mas não formalizei isso por escrito.

Jornal Oi – Foi exatamente isso que aconteceu?

Vereador/assessoria – Não. Porque não houve promessas. Apenas conversas e reuniões.

Jornal Oi – Por que o vereador Saulo estava com uma chapa e depois foi para a outra?

Vereador/assessoria – Ele teve reuniões com ambos os candidatos, tanto com o Azuir como com o Deivão. Mas sua escolha foi no dia da eleição, que acabou não acontecendo. Na verdade, minha posição é de independência. O grupo do Deivão teoricamente é comprometido com o atual prefeito. E o do Azuir, ganhou explicitamente, pelas redes sociais, o apoio do ex-prefeito Testinha.

Jornal Oi – O vereador Saulo tem a preocupação de sair com a sua imagem política arranhada deste processo eleitoral? O parlamentar acredita que vai crescer politicamente?

Vereador/assessoria – Sua imagem não sai arranhada nem manchada. Ele não fez promessas a ninguém, bem como não se aliou nem ao prefeito nem com ninguém. Sua posição, hoje, é de oferecer seu nome para a presidência, porque não quer interferências externas. Pretende continuar votando com liberdade os projetos da Câmara, dentro do seu posicionamento em benefício da população e do município. Mas deixa claro que não vai se abster. Se não vingar sua candidatura, vai votar em uma das chapas, sim.