Rodrigo Tavares promete acabar com a corrupção e o crime organizado. Isabella ‘toca o terror nos comunistas’
O candidato ao governo do Estado de SP Rodrigo Tavares e a candidata a deputada estadual Isabella Trevisani, estiveram ao vivo na redação do Oi Diário nesta terça/ Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo PRTB Rodrigo Tavares, e a candidata à deputada estadual por este mesmo partido Isabella Trevisani, participaram nesta terça-feira, 28, do “Café na Redação”.

Por mais de 1h30, eles falaram sobre as diferenças dos candidatos do PRTB com os concorrentes de outros partidos considerados tradicionais, sobre seus projetos e ideias para melhorar a gestão do governo paulista e as ações e resultados da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Os dois entrevistados do “Café na Redação” também responderam as diversas perguntas encaminhadas pelos leitores do Jornal Oi e seguidores do programa que se estendeu até às 13h45.

Rodrigo Tavares, que tem 37 anos, é o mais jovem candidato ao Palácio dos Bandeirantes e afirmou várias vezes durante a entrevista que não tem rabo preso com os velhos políticos e/ou com a velha política e garantiu ter coragem de sobra para atacar as estruturas ‘podres e carcomidas’ do governo paulista que desde o final do século passado é comandado pelo PSDB.

Entre outras coisas o candidato do PRTB, partido que se apresenta como sendo conservador e de direita,  afirmou que vai atacar a corrupção de frente, vai demitir cerca de quatro mil servidores comissionados (não concursados) e vai combater o crime organizado dentro e fora das cadeias.

Ele estimou que com as medidas de modernização, contenção de gastos e combate a corrupção será possível ampliar a capacidade do Estado em até R$ 40 bilhões por ano, ou seja, algo em torno de 20% do orçamento do Estado que neste ano chega aos R$ 216 bilhões.

Com esse ‘dinheiro extra’, Rodrigo que defendeu a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência do Brasil, pretende investir mais em segurança pública, na qualificação profissional e no sistema de saúde pública.

Isabella de 21 anos, que mora em Ferraz de Vasconcelos, mais uma vez causou polêmica ao atacar o feminismo e as feministas e bater pesado ‘nos comunistas’. Confira a entrevista na íntegra no site e no Facebook do Oi Diário.