Renovação: Tite promove a estreia de quatro jogadores para o jogo desta noite
Visando oportunizar novos atletas, Tite manteve apenas cinco titulares em relação ao time que derrotou os Estados Unidos/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi

Se o jogo contra os Estados Unidos marcou o recomeço para o Brasil de Tite, a partida diante de El Salvador, às 21h30 desta terça-feira, será o pontapé inicial da renovação da Seleção. Nem adianta falar que o adversário é fraco e ocupa a 72ª posição do ranking da Fifa.

Para metade do time que vai a campo, será a chance de mostrar serviço e começar a conquistar uma vaga na Copa América de 2019. Serão seis mudanças em relação à escalação do amistoso da última sexta-feira e quatro ”estreias”.

No primeiro amistoso, dez dos 11 titulares eram remanescentes da Copa da Rússia. Fabinho foi a única novidade. Agora o panorama será outro. Neto, Éder Militão, Arthur e Richarlison serão titulares pela primeira vez com a camisa da Seleção.

Desses quatro, os dois últimos chegaram a entrar no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre os Estados Unidos, mas nunca tinham iniciado uma partida. As outras duas mudanças na escalação serão Alex Sandro e Dedé.

“Historicamente a Seleção já perdeu para equipes tecnicamente inferiores. A gente tem sim a responsabilidade de jogar bem e vencer”, resumiu Tite.

A comissão técnica já avisou que os amistosos de setembro (Estados Unidos e El Salvador), outubro (Arábia Saudita e Argentina) e novembro (a definir) serão de observação para a Copa América. Na data Fifa de março, Tite planeja convocar a base que vai disputar a competição.

Resumindo: contando com El Salvador, ele terá apenas mais quatro jogos para tomar todas as decisões. Isso porque o treinador já deixou claro que o clássico contra a Argentina, marcado para o dia 16 de outubro, é ”um campeonato à parte”.

Visando oportunizar novos atletas, Tite manteve apenas cinco titulares em relação ao time que derrotou os Estados Unidos: Marquinhos, Casemiro, Philippe Coutinho, Douglas Costa e Neymar. Apesar do início efetivo das observações, o treinador sabe que o tempo é curto e tenta buscar soluções.

“Estamos tentando colocar mais dois amistosos antes da Copa América. Nem sei se em termos legais isso é possível. Mas queremos proporcionar mais observações. Uma das coisas que mais me incomoda como técnico da Seleção é não ter mais tempo para conhecer e trabalhar com os atletas. Estamos sempre buscando melhorias para cada vez mais conhecer e oportunizar, mas é difícil”, diz o treinador.

  • Data e horário: terça-feira, às 21h30 (de Brasília);
  • Local: FedEx Field, em Washington;
  • Escalação do Brasil: Neto, Éder Militão, Marquinhos, Dedé e Alex Sandro; Casemiro; Douglas Costa, Arthur e Philippe Coutinho e Neymar; Richarlison. Técnico: Tite;
  • Provável escalação de El Salvador: Hernández, Tamacas, Mendoza, Domínguez e Barahona; Alfaro, Baires, Galdamez e Cerén; Díaz e Pineda. Técnico: Carlos de los Cobos;
  • Arbitragem: Jair Marrufo apita a partida, auxiliado por Corey Rockwell e Corey Parker, todos dos Estados Unidos.