Renatinho denuncia situação de abandono de postos de saúde em Ferraz

0
35

O vereador Renato Ramos de Souza, o Renatinho Se Ligue (PPS), visitou na tarde de quarta-feira algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o Pronto Atendimento Infantil (PAI) de Ferraz de Vasconcelos. A monitoria foi realizada a fim de entender, de forma presencial, os problemas dos equipamentos públicos.
Durante a fiscalização, o parlamentar observou que a manutenção dos equipamentos públicos não estava sendo realizada regularmente. Inclusive, os problemas encontrados vão da falta de capinação no entorno dos locais até a goteiras nos prédios.
“No PAI, por exemplo, o prédio inteiro não corresponde a um ambiente de saúde. Os consultórios não possuem janelas para ventilação e a infiltração está presente em vários ambientes”, informou o jovem vereador. No posto de saúde “Mário Squizato”, localizado no Jardim Helena, também foram encontrados problemas de conservação. No teto, haviam infiltrações extensas, o que acarretou a distribuição de baldes pela unidade.
Já na UBS da Vila Margarida, a densa vegetação na entrada está prejudicando os frequentadores. “O matagal pode ser esconderijo para animais peçonhentos, que podem apresentar perigo aos pacientes que por ali passam”.Além de problemas estruturais nos imóveis vinculados à Secretaria Municipal de Saúde, todas registraram a falta de remédios essenciais, como tiras para medir glicose, primordial para pessoas que possuem diabetes. Outro problema relatado em todas as unidades pelas gestoras, foi a falta de material de limpeza. Segundo os próprios funcionários, há meses que não recebem papel higiênico, de modo que eles acabam trazendo de casa.

Há um mês, Renatinho convocou o secretário de Saúde de Ferraz, Marco Aurélio Alves Feitosa, para prestar esclarecimentos, em audiência pública, sobre a falta de exames laboratoriais e o déficit de medicamentos nas UBSs, bem como problemas estruturais nos prédios públicos.
Após as visitas desta quarta-feira, o vereador afirmou que irá cobrar soluções ao titular da pasta, que deve comparecer à audiência pública no dia 24 de novembro (sexta-feira), na Câmara.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO