Projeto inédito no Brasil: Mogilínguas oferecerá cursos gratuitos para 300 mil mogianos

0
157

Mogi das Cruzes é a primeira cidade brasileira a receber um projeto de ensino de línguas online de forma gratuita para a população a partir dos 16 anos. A iniciativa, que deve atender cerca de 300 mil mogianos, recebeu o nome de Mogilínguas. O convênio foi assinado na manhã desta terça-feira, 31, entre a prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Educação e a Altissia Brasil, empresa com sede na Bélgica especializada em projetos linguísticos flexíveis e inovadores. Serão oferecidos cursos de espanhol, inglês e francês e a previsão de início é janeiro de 2018.

O Mogilínguas irá proporcionar educação aliada à tecnologia para o aprendizado de línguas. “Esta é uma grande oportunidade para a cidade, que é conhecida nacionalmente como referência em educação. É uma cidade bem localizada, com a atividade econômica em crescimento e queremos melhorar a cada dia. A tecnologia nos uniu de fato e o aprendizado de línguas proporcionará oportunidades para nossos jovens. Iremos atender cerca de 300 mil pessoas de maneira gratuita”, disse o prefeito Marcus Melo. A população acima de 16 anos da cidade, representa 69%, o que seriam 298.602 pessoas.
Melo ressaltou ainda iniciativas da cidade, como o Polo Digital e a participação do chamamento para vinda de unidade da Univesp para a cidade. “O Polo Digital é uma inovação, uma semente que dará frutos em médio prazo. Temos buscado iniciativas entre o poder público e a iniciativa privada e estamos pleiteando a vinda da Univesp para nossa cidade. Temos a educação como prioridade, assim como a saúde e a segurança”, disse o prefeito.

O CEO da Altissia Internacional, Nicolas Louis Boël, destacou que este é o primeiro resultado prático do tratado de irmandade firmado em 2016 entre as cidades de Mogi das Cruzes e Tournai, na Bélgica. “Criamos um projeto para integrar todos os objetivos do tratado de irmandade, uma forma para que as pessoas das duas cidades pudessem se conhecer e aprender seus idiomas. A plataforma será feita sob medida para Mogi das Cruzes e é o primeiro projeto que desenvolvemos dessa forma no Brasil”, disse. A empresa atua em 12 países na Europa, América, África e Ásia.

Consul da Bélgica diz que projeto comprova a parceria das cidades

Para o cônsul geral da Bélgica, Charles Delogne, o projeto é importante e demonstra o comprometimento entre as cidades. “Vemos tratados de irmandades que demoram em ter resultados práticos. O aprendizado de outros idiomas é capital para que a cidade se abra para o mundo e Mogi é uma cidade pioneira nesse sentido”, disse. O Mogilínguas foi apresentado pela gerente de projetos da Altissia Brasil, Sheila Kiss. “Além da plataforma que pode ser acessada por meio de aplicativo em celulares e computadores, atuamos presencialmente em diversos locais para que a população participe de eventos que promovam o uso da língua, dando significado ao que o aluno está aprendendo”, explicou Sheila.

Juliano Abe e ex-prefeito destacam o alcance do projeto de línguas

O vice-prefeito Juliano Abe destacou que a plataforma será um avanço nos cursos oferecidos pelo Crescer. “O Crescer é um dos projetos mais exitosos da cidade, que teve início com o CIP e hoje capacita cerca de 20 mil pessoas todos os anos. O Mogilínguas será um grande avanço para o programa. O ex-prefeito Marco Bertaiolli, que deu início à irmandade em 2016, falou sobre a importância de um momento como este para a cidade. “Demoramos no Brasil para entender e perceber a necessidade de aprendermos uma nova língua. É um projeto inovador, inteligente, criativo e democrático. Tenho convicção de que esse projeto inédito no Brasil irá melhorar a vida das pessoas”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO