Projeto Avançar deve investir R$ 130 bi em habitação, infraestrutura e energia

0
33
sses recursos serão destinados a projetos já em andamento ou então a obras que estavam paradas
Esses recursos serão destinados a projetos já em andamento ou então a obras que estavam paradas

O governo anunciou nesta quinta-feira, 9, o Projeto Avançar, um plano para investir, até o final de 2018, um total de R$ 130,97 bilhões em 7.439 projetos nas áreas de energia, infraestrutura, defesa, habitação, mobilidade urbana, saneamento e petróleo e gás.

Esses recursos serão destinados a projetos já em andamento ou então a obras que estavam paradas. Pelo menos parte deles já estava prevista no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que era considerado vitrine dos governos do PT.

Entre os projetos que faziam parte do PAC e que estão agora no Avançar estão obras da ferrovia Norte-Sul; dragagem no porto de Paranaguá, no Paraná; obras na avenida perimetral entre Macuco e Ponta da Praia, no porto de Santos (SP); a linha 2 do metrô de Salvador (BA); e a urbanização da Vila do Mar, em Fortaleza (CE).

O Projeto Avançar empacota uma série de iniciativas que estão sendo tocadas por diferentes ministérios, como os leilões de rodovias e os projetos de habitação do Minha Casa, Minha Vida. Nem todo o investimento estimado até 2018 é novo. Para pelo menos uma parte das 7.439 obras, o repasse do dinheiro já foi feito.

De onde vêm os recursos?

O anúncio de investimentos ocorre num momento em que o governo adota medidas para controlar os gastos públicos e de aperto fiscal por conta da crise econômica, que se refletiu em queda da arrecadação. O governo informou que recursos para as obras virão de três fontes:

-R$ 42,1 bilhões do orçamento geral da União;

-R$ 29,9 bilhões da Caixa Econômica Federal, do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES);

-R$ 58,9 bilhões de empresas estatais do setor de energia, em especial da Petrobras.

Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, foram incluídas no Avançar as obras que o governo considera prioritárias. Leia mais ao lado.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK


 

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO