Programa de valorização ‘Policial Nota 10’ homenageia 20 policiais militares, civis e técnico-científicos
Programa de valorização ‘Policial Nota 10’ homenageia 20 policiais militares, civis e técnico-científicos/Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira, 11, o governador João Doria (PSDB) homenageou agentes de segurança selecionados pelo programa de valorização “Policial Nota 10”.

A cerimônia de entrega do certificado para 20 policiais militares, civis e técnico-científicos foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, na capital.

Vale destacar que a iniciativa foi instituída por meio da resolução nº 8 da Secretaria da Segurança Pública, em 29 de janeiro deste ano, com o objetivo de reconhecer e estimular o bom trabalho dos agentes. Mensalmente, 20 policiais serão homenageados.

Policiais militares homenageados 

O 3º sargento Leandro Schiavinatti Espim e os cabos Fábio de Almeida e Sandro de Almeida, integrantes do Corpo de Bombeiros, foram homenageados pelo resgate de um menino de 9 anos que caiu em uma galeria fluvial em 4 de janeiro de 2019, no bairro Piratininga, em Osasco.

O garoto tentava salvar um cachorro que estava sendo levado pela correnteza.  Já o cabo Ademir Rodrigues da Silva e o soldado Rodrigo Faria Chaves, do 14º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), foram agraciados pela prisão de um homem suspeito de atirar na esposa.

O flagrante aconteceu em 10 de dezembro de 2018, no bairro Santa Maria, também em Osasco.

Os outros cinco policiais militares, o 1° sargento Eduardo de Lima Araújo, os cabos Ailton de Araújo Anastácio e Evanildo Ferreira de Oliveira e os soldados Sérgio Augusto Ferreira Silva e Atílio Miranda Alencar, do 3º Batalhão de Policiamento Ambiental, foram homenageados por realizarem uma grande apreensão de munições e drogas em Cubatão.

O caso aconteceu no dia 9 de dezembro de 2018. Duas pessoas foram presas.

Polícias Civil e Técnico-Científica

A delegada Adriana Ribeiro Pavarina Franco, a escrivã Ana Claudia Fujikura Santos e os investigadores Carlos Cesar Postigo e Viviane dos Santos Sanches, todos da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Presidente Prudente, tiveram reconhecimento pela prisão de um médico cardiologista, de 74 anos, acusado de abusar sexualmente de pacientes mulheres em seu consultório na cidade de Presidente Prudente.

O homem foi detido no dia 18 de janeiro deste ano.  O delegado Rodrigo Borges Petrilli, o investigador Maurício Ribeiro de Campos e os escrivães Eliana Santos São Bernardo e Diego Kuwahara de Souza, todos do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), além do perito do DHPP Eduardo Tachlisky e o médico legista do IML Centro Antônio Carlos de Pádua Milagres, foram homenageados pelo trabalho conjunto que resultou na prisão de quatro pessoas suspeitas de envolvimento na morte da policial militar Juliane dos Santos Duarte.

A vítima foi levada de um bar em Paraisópolis em 2 agosto e encontrada morta quatro dias depois.