Prefeitura de Arujá informa que shows de aniversário atraíram cerca de 100 mil pessoas
Ao todo, cerca de 100 mil pessoas compareceram às seis noites de shows do aniversário de Arujá / Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi

Ao todo, cerca de 100 mil pessoas compareceram às seis noites de shows do aniversário de Arujá. A última apresentação aconteceu no domingo, 17, com a dupla Maria Cecília e Rodolfo. Sambô, João Bosco e Vinícius, Maneva, Jeito Moleque e Paula Fernandes foram os demais artistas que participaram da programação festiva. A cidade completa 166 anos de fundação e 59 de emancipação político-administrativa em 2018.

“O que mais nos tranquiliza é que a festa transcorreu sem nenhuma ocorrência grave. Todos os que deixaram suas casas puderam se divertir com segurança, depois de assistir a seis grandes shows que lotaram o Centro Residencial. O mesmo vale para o Encontro das Nações, que mais uma vez recebeu milhares de famílias”, afirma o diretor geral da Prefeitura e atual responsável pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Joncy José da Silva. “Tudo isso só foi possível pelo apoio que recebemos da Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e os vereadores da Câmara Municipal”, afirmou.

De acordo com a organização do evento, o maior público do calendário comemorativo ficou com o grupo Maneva, que com o seu reggae atraiu cerca de 35 mil pessoas para o Centro Residencial no último dia 10. Nas demais noites de programação (8, 9, 15, 16 e 17 de junho), foi estimado um público de aproximadamente 13 mil pessoas por show.

Os shows

Com atrações de samba, pagode, gospel, rock, reggae e sertanejo, os shows do aniversário de Arujá foram marcados por bons públicos e plateia animada. Última atração da programação cultural, a dupla Maria Cecília e Rodolfo demonstrou muita intimidade com os arujaenses em uma apresentação repleta de momentos de bate papo com a plateia.

“Obrigada, Arujá. Sem vocês, o artista não é nada. Não é a toa que estamos na estrada há 11 anos. Muitos de vocês aqui cresceram junto com a carreira da gente. A Camila tinha dez anos quando foi ao nosso camarim pela primeira vez e hoje já está com 15”, disse a cantora Maria Cecília ao referir-se a uma das fãs que assistiam ao show.

O segundo fim de semana da festa também teve o grupo Sambô, que apresentou um discurso de harmonia e uma verdadeira salada musical na forma mais brasileira possível: o samba. Fizeram parte do repertório canções de bandas como Queen, Tribalistas, Dominguinhos, Raça Negra, Bruno Mars, Red Hot Chilli Peppers e Claudinho e Bochecha. “Amem, desculpem, perdoem. Vamos viver e deixar de dar importância a coisas pequenas”, disse o vocalista Hugo Rafael.

Já a apresentação de sexta-feira, 15, ficou por conta dos também sertanejos João Bosco e Vinícius. Com uma arena lotada, eles começaram o show com “Chora me Liga”, um de seus maiores sucessos. “Mandaram uma ‘friaca’ para nós, mas não estamos nem aí. Tá achando que vai derrubar a gente, São Pedro? De jeito nenhum”, brincaram, por conta da baixa temperatura.

O prefeito José Luiz Monteiro acompanhou as festividades e agradeceu a toda a equipe que atuou nos bastidores da festa pelo empenho na organização e sucesso do evento.