Prefeitura de Mogi das Cruzes

Que Mangueira campeã do Carnaval no RJ ou Mancha Verde campeã em SP, que nada. O assunto dessa quarta-feira de cinzas foi o vídeo contendo atos obscenos publicado via Twitter pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O inacreditável post do presidente do Brasil segue repercutindo mundo afora, e, certamente vai acelerar o processo de destruição da imagem do País no Exterior. Por aqui segue também o show de horrores.

Em entrevista ao jornal O Globo (que continua com sangue nos olhos contra o ‘presidente’) o jurista Miguel Reale Júnior disse que a assombrosa postagem do ‘Mito’ pode configurar quebra de decoro e causar um processo de impeachment.

Em 2015, Miguel foi um dos nomes do pedido que ocasionou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A lei 1.079 de 1950 afirma que é crime contra a probidade na administração “proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo”.

Essa é a lei que define os crimes de responsabilidade do presidente da República. Tudo bem que o Brasil e os brasileiros estão longe da perfeição enquanto Nação e cidadãos, mas (definitivamente) não merecemos tais postagens e personagens bizarros.