Vereador Saulo
Em uma nota oficial divulgada na semana passada, o vereador tornou público seu apoio à greve e sugeriu que fosse incorporada também na lista de reivindicações da categoria a regulamentação da evolução funcional / Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Com alunos das escolas municipais de Poá sem aula há mais de uma semana em função da greve dos servidores, o vereador Saulo Souza (SD) tem reforçado a cobrança para que a administração municipal receba novamente representantes da categoria e a apresente uma proposta que atenda realmente as necessidades dos profissionais.

O parlamentar participou de uma reunião realizada na última sexta-feira entre membros do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Poá (Sintep) e o prefeito Gian Lopes (PR), mas as negociações não avançaram. A categoria pede reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho. Aproximadamente 30% das escolas municipais estão com as aulas comprometidas em função da paralisação.

“Nossas crianças inocentes estão sentindo os graves prejuízos da falta de um acordo, da falta de entendimento entre as partes e dos dias de paralisação. Venho cobrando empenho, responsabilidade e sensibilidade do governo municipal para que, por meio do diálogo, encontre uma saída com urgência para esta greve de parte dos servidores de Poá, principalmente da Educação, pois eles possuem uma reivindicação legítima, a reposição salarial e melhores condições de trabalho”, explicou Saulo, que vem apoiando os representantes do sindicato desde o início da paralisação para que os encontros entre o Executivo e a categoria aconteçam e as negociações avancem.

Em uma nota oficial divulgada na semana passada, o vereador tornou público seu apoio à greve e sugeriu que fosse incorporada também na lista de reivindicações da categoria a regulamentação da evolução funcional (por via academia e não acadêmica) prevista no Estatuto dos Servidores e também uma luta de seu mandato com o objetivo de promover a constante valorização dos funcionários públicos de Poá.

“O servidor é um importante aliado em uma cidade. Sendo ele valorizado e tratado com respeito, pode ajudar a impulsionar o progresso do município, além de contribuir para a superação de dificuldades. Por isso estamos ao lado desses profissionais no sentido de buscar incessantemente canais de diálogo e de negociação junto ao governo municipal”, concluiu.