O Jornal Oi voltou a questionar o governo de Poá sobre a retomada (e entrega) das obras do piscinão – uma vez o que verão está para chegar e a cidade poderá, em mais esse verão, ser castigada com alagamentos e enchentes.

A prefeitura informou que: “A documentação já está aprovada no Fumefi e a quinta reprogramação também já foi aprovada pela Caixa Econômica Federal. A administração municipal aguarda agora apenas o posicionamento destes órgãos para iniciar as obras. Em setembro o prefeito de Poá, Gian Lopes, o deputado estadual André do Prado e o secretário executivo do Fumefi (Fundo Metropolitano de Financiamento e Investimento), Widerson Tadeu Anzelotti, assinaram a Certificação de Interesse Metropolitano às obras do reservatório de contenção de enchentes (piscinão), em fase de construção na cidade, que receberão um repasse de R$ 4,2 milhões. Após este ato a Secretaria de Obras entregou o projeto executivo do piscinão no Fumefi e aguarda os procedimentos técnicos e administrativos do órgão para que o dinheiro seja liberado.

O piscinão tem 14 metros de profundidade e capacidade de armazenar até 160 milhões de litros. O combate às enchentes em Poá tem sido uma grande preocupação do prefeito Gian Lopes. “Estamos trabalhando muito desde janeiro para que a população de Poá não sofra mais. E a entrega do Piscinão é crucial para evitarmos o registro de enchentes e alagamentos na cidade. No entanto, também fizemos um grande trabalho na cidade com as equipes da Secretaria de Serviços Urbanos e felizmente neste ano não registramos nenhum problema grave no município”, concluiu o prefeito’, por meio da assessoria do governo.