Os perigos da intolerância
A pessoa intolerante é aquela que acha que a única verdade que existe na vida é o ponto de vista que ela tem, e quem não pensa da mesma forma é visto como “estranho” ou “errado”/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Guararema 360º

A palavra intolerância vem do latim, é formada por inde negativo, e tolerantia, de capacidade de resistir, logo, intolerância é a incapacidade de resistir ou aguentar algo. Intolerância ou intolerante é todo aquele que recusa a existência daquilo que ele não resiste, a pessoa intolerante é aquela que acha que a única verdade que existe na vida é o ponto de vista que ela tem, e quem não pensa da mesma forma é visto como “estranho” ou “errado”.

Hoje, estamos presenciando a ascensão de movimentos extremistas por todo o país, isso mostra o quanto a sociedade se mostra desinteressada em respeitar o próximo, onde acabam esquecendo da importância da aceitação de ideias distintas para o convívio social.

De acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a cada três dias uma denúncia de intolerância religiosa é registrada.

Os números quanto à homofobia são ainda mais alarmantes, segundo o relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), 445 lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais foram mortos somente em 2017, cerca de uma vítima a cada 19 horas.

A intolerância vem encontrando nas redes sociais um grande espaço para disseminar suas ideias. Uma pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, mostra que 41% das pessoas afirmaram já ter presenciado uma situação de preconceito na internet, sendo 24% relacionados à cor ou raça, 16% à aparência e 13% dizem respeito à homossexualidade.

Vivemos em um tempo em que o discurso de ódio e a intolerância estão conquistando cada dia mais simpatizantes, contra isso, temos como amparo a Constituição, que deixa bem claro que um estado democrático de direito tem como essência o respeito a opiniões divergentes.