Marginal do Una em Suzano
De acordo com a municipalidade, a empresa vencedora terá 18 meses para concluir as obras/ Foto: Glaucia Paulino/ Oi Diário
Vai Encarar ?

Mais um passo (concreto e objetivo) foi dado pelo governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) para colocar fim a uma das obras/projetos que mais envergonham a cidade de Suzano e escancaram a falta de capacidade e de vontade política em relação ao desenvolvimento econômico e social da segunda maior cidade do Alto Tietê: trata-se da reconstrução/finalização da avenida Marginal do Una.

Nessa terça-feira, 5, ao ser questionado pelo Jornal Oi o governo de Suzano antecipou algumas informações sobre o processo de concorrência pública, aberto pela administração municipal para a contratação da empresa que irá finalizar a construção da Marginal do Una – obra que foi iniciada no século passado e que até hoje não foi finalizada.

As informações do governo

“Hoje (terça-feira) foi realizada a abertura dos envelopes para habilitação. No total, onze empresas apresentaram a documentação e todas estão habilitadas. Agora, o processo entrou na fase de recurso. Caso não haja nenhum questionamento, na semana que vem deverá ocorrer à abertura dos envelopes com os preços”, destacou o governo por meio da Secretaria de Comunicação.

Estado autorizou a obra em abril   

No início do mês de abril deste ano, a Prefeitura de Suzano recebeu da Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP) a autorização para realizar o processo licitatório destinado à conclusão da obra da avenida que liga a SP-66 com a rodovia Índio Tibiriça.

O financiamento colocado à disposição da Prefeitura suzanense pelo Desenvolve SP, para a realização dessa obra, foi de R$ 12 milhões, sendo que a assinatura do contrato oficializando a liberação do empréstimo e autorizando a contratação da obra aconteceu no dia 4 de abril quando o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) rubricou o contrato durante a cerimônia de inauguração do Hospital Estadual de Suzano.

A autorização ocorreu após a aprovação do projeto de infraestrutura viária no Sistema de Análise da Dívida Pública, Operações de Crédito e Garantias da União, Estados e Municípios (Sadipem), da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), na semana passada.

A obra prevista na Marginal do Una compreende a finalização de cerca de dois quilômetros da pista sentido rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), na região da Vila Figueira. A expectativa é que o trecho seja totalmente revitalizado, com direito a pavimento novo, acessibilidade, paisagismo e iluminação.

O financiamento havia sido autorizado pelo governo do Estado em maio de 2017. Os recursos são originários do programa federal Pró-Transporte, do Ministério das Cidades, e serão liberados por meio da Desenvolve SP com juros de 9% ao ano, prazo de pagamento de até seis anos e 12 meses de carência.

A autorização concedida pelo governo estadual foi comemorada pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi. “O início do processo licitatório mostra o empenho do governo em retomar e concluir esta importante obra na Marginal do Una e também em planejar o futuro da nossa cidade. Vamos liberar uma via fundamental, que dará acesso direto à rodovia Índio Tibiriçá, desafogando o trânsito da região central e trazendo desenvolvimento. Suzano merece muito mais, e é nesse ritmo que vamos garantir muitas outras obras para o benefício da população”, destacou Ashiuchi. A expectativa é que dessa vez a obra seja realmente finalizada.