Câmara de Ferraz pede todos os projetos da obra de shopping

0
193

As obras do futuro shopping de Ferraz de Vasconcelos no antigo complexo poliesportivo, na Vila Romanópilis, já estão inclusive no seu começo depois de muitos anos de expectativa.

As instalação do empreendimento comercial que promete mudar a economia local continua suscitando muitas dúvidas. Por isso, para passar a limpo o assunto, a Câmara Municipal aprovou um requerimento, na segunda-feira, dia 23. Nele, a Casa pede cópias de toda documentação de 2011 até o presente momento.

No documento, o Poder Legislativo cobra, por exemplo, cópia do edital da concorrência pública nº 007/2011, da formação do consórcio liderado pela empresa Matec Engenharia, devidamente, registrado na Junta Comercial de São Paulo (Jucesp), de projetos aprovados relacionados à construção do shopping center, tais como: da movimentação de terra e seus respectivos alvarás de execução, do estrutural, de drenagem e de estabilização de taludes, assim como, do cronograma físico e financeiro da obra.

Além disso, a Câmara Municipal quer ainda o envio da documentação de empresas responsáveis pelos recentes serviços de sondagem e de terraplanagem, contendo o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e registros no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) ou do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea).

A Casa solicita também dados sobre a canalização do córrego que passava por dentro do imóvel cedido a Matec Engenharia, o número de matrícula, o contrato assinado pela atual administração e de demais acordos formalizados.

Investimento para o shopping de Ferraz

O Poder Legislativo questiona ainda se aconteceu algum tipo de alteração na planta original e, em caso positivo, que o governo municipal justifique os motivos da medida. Os investimentos no shopping podem chegar a R$90 milhões.

Por sua vez, assina o requerimento os vereadores Claudio Ramos Moreira (PT), José Aparecido Marabraz (PT), o Aparecido Marabraz, Lairton Dantas Pessoa (PRB), o Primo Ceará, Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue, Ezequias Felippe Rodrigues (PCdoB), o Vai Chover e Antonio Marcos Atanazio (PMDB), o Marcos BR.

Por outro lado, Vai Chover e Renatinho Se Ligue apresentaram no mesmo requerimento, respectivamente, dois adendos, ou seja, que a empresa Matec Engenharia instale uma placa da obra indicando o início, a previsão de conclusão, o valor e o nome do engenheiro responsável e qual o destino dos R$7,5 milhões de contrapartida.

De um modo geral, os vereadores afirmam que são favoráveis a construção do shopping, no entanto, eles não podem abrir mão do seu papel de fiscalizar por envolver o interesse público local.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK


 

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO