O Brasil, mais uma vez não encantou, venceu o México e espera pelo vencedor de Bélgica e Japão
Eleito melhor do jogo, Neymar abriu o placar contra o México/Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Prefeitura de Suzano Refis

O Brasil, mais uma vez não encantou os brasileiros, mas conseguiu segurar a pressão do México no início do jogo e ganhou por 2 a 0. Agora o time de Tite espera pelo vencedor do jogo Bélgica e Japão para voltar a campo na próxima sexta-feira, 6, para as quartas de final da Copa.

Para os veículos de comunicação que estão na Rússia acompanhando o Brasil, Neymar, fez um grande 2º tempo em um jogo difícil para encantar a todos na Arena Samara, nesta segunda-feira. Com um golaço e uma assistência, o craque comandou a vitória por 2 a 0, garantindo a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo na Rússia.

Primeiro, Neymar fez uma tabela com Willian e completou de carrinho para as redes. Depois, puxou contra-ataque e tocou para Roberto Firmino ampliar. Uma atuação de gala em um duelo complicado, mas quem mantém a maldição mexicana.

Afinal desde 1994 – ou seja, pela sétima vez consecutiva o México é eliminado nas oitavas de uma Copa.

O primeiro tempo do Brasil começou muito mal. O México pressionou muito a saída de bola, conseguiu que os chutões acontecessem e assustou nos contra-ataques, principalmente em cima de Fagner. Chances efetivas, porém, foram apenas duas em 25 minutos.

A partir de então, a seleção de Tite controlou a posse de bola e criou ótimas chances com Neymar, Gabriel Jesus e Willian. Guillermo Ochoa, este paredão laranja, salvou em todas.

Na etapa final, o Brasil voltou aceso e abriu o placar logo aos 6 minutos em linda trama.

Neymar tocou de calcanhar na meia-lua para WIllian, que arrancou para dentro da área pela esquerda, chutou rasteiro, e Neymar completou de carrinho para o fundo das redes. Segundo gol do camisa 10 neste Mundial.

A torcida mexicana, empolgada desde o início do jogo em Samara, caiu de produção. O Brasil, então, fez seu jogo de contra-ataque e quase ampliou com Willian – Ochoa fez grande defesa – e Coutinho.

O goleiro mexicano fechou o jogo com sete defesas.

O México até assustava em algumas escapadas de Hirving Lozano e chutes de fora da área, mas Alisson precisou fazer apenas uma defesa no jogo. Sem a pontaria em dia, ficou difícil para a equipe de Juan Carlos Osorio.

Aos 43 minutos, o golpe de misericórdia: Fernandinho descolou lançamento para Neymar, que foi sozinho até a área, tocou na saída de Ochoa, e Roberto Firmino completou: 2 a 0, fim de papo.