No “Vai Encarar?”, Fabia Porto revela o porquê que rompeu com o presidente da Câmara e ‘dispensou’ o vice; imprensa ‘leviana’ também apanhou
Fabia Porto participou, ao vivo, desta segunda do programa “Vai Encarar?”/ Foto: Henrique Xavier/ Oi Diário
Prefeitura de Guararema 360º

A prefeita de Santa Isabel, Fabia Porto (PRB), participou nesta segunda-feira, 20, do programa “Vai Encarar?” e ‘não deixou pedra sobre pedra’.

Fabia, que é a única prefeita mulher em todo o Alto Tietê, foi direta, clara, objetiva e contundente ao falar de suas ações no comando da prefeitura e revelar detalhes de bastidores do governo (que influenciaram e influenciam a gestão municipal a refletem na vida da cidade e das pessoas) que outros prefeitos e lideranças políticas da região não tiveram coragem de revelar, comentar ou explicar.

Fabia respondeu a todos os questionamentos feitos pela bancada do “Vai Encarar?” e também se manifestou a respeito de perguntas, comentários, observações e críticas encaminhadas por moradores de Santa Isabel que acompanharam a entrevista ao vivo.

A prefeita não fugiu de polêmicas, e explicou que o rompimento político com o presidente da Câmara, Alencar Galbiatti (PSD), foi bom para o governo e para a cidade. “Não me arrependo e avalio que poderia ter rompido antes (o rompimento se deu entre novembro e dezembro de 2017)”.

Segundo Fabia, o presidente da Câmara estava mais interessado em defender interesses pessoais que em trabalhar em benefício da cidade. Fabia também falou sobre a saída do seu vice, Carlos Chinchilla. “No mesmo período em que rompi com o presidente da Câmara, o vice-prefeito trocou de partido (saiu do PTB e entrou para o PSD – mesmo partido do presidente do Legislativo). O problema é que o vice-prefeito começou a fazer críticas e ataques. Começou a perseguir pessoas que estavam contribuindo com o governo e após uma reunião o vice-prefeito fez ataques à prefeita e chegamos à conclusão de que seria melhor para a cidade que ele deixasse o governo”, argumentou.

A prefeita fez questão de destacar que todas as mudanças que fez na prefeitura tiveram como objetivo garantir a governabilidade e o crescimento econômico e social da cidade. “O primeiro ano (2017) foi de muitas dificuldades em razão da falta de informações sobre o andamento e execução de projetos iniciados pelo governo anterior. Perdemos tempo arrumando a casa, mas não deixamos de trabalhar para melhorar a qualidade de vida das pessoas em nossa cidade. Posso destacar os avanços na área da saúde que estava em situação precária quando chegamos à prefeitura. Neste segundo semestre estamos reduzindo o número de secretarias municipais e diminuindo o total de funcionários comissionados. Tudo isso vai garantir uma economia de R$ 900 mil para a prefeitura até o fim deste ano”, afirmou Fabia Porto.

A prefeita também rebateu as avaliações de que seu governo não está ‘fazendo nada’. “Estamos fazendo muita coisa sim e gostaria muito que a população procurasse se informar sobre os avanços na cidade por meio de fontes sérias e confiáveis”.

A prefeita de Santa Isabel, cidade que tem cerca de 56 mil habitantes e deverá arrecadar (arrecadação da prefeitura) aproximadamente R$ 140 milhões neste ano, também não poupou setores da imprensa que estariam atacando o seu governo.

“Tem um jornal que age de forma leviana. Não quero aparecer em jornal, mas a imprensa séria precisa destacar os avanços da cidade. A imprensa precisa ouvir os dois lados. Precisa informar as pessoas com responsabilidade. Todos tem a responsabilidade de fazer a cidade crescer e no caso da imprensa, se não puderem ajudar que pelo menos não atrapalhe”, cobrou a prefeita que garantiu não estar preocupada com a possibilidade de se reeleger (ou não) em 2020.

“Estou fazendo um trabalho e quem vai analisar e julgar esse trabalho será a população de Santa Isabel”, completou a prefeita.

Confira a entrevista na íntegra no site e no Facebook do Oi Diário.