No reencontro com a torcida, Mogi vence Joinville no Hugão
O próximo compromisso do Mogi das Cruzes/Helbor será neste sábado, 8, contra o Corinthians, às 14 horas, novamente no Hugão/ Foto: Robson Regato

Depois de 15 dias sem jogos, o Ginásio Hugo Ramos foi palco para a vitória do Mogi das Cruzes/Helbor sobre o Joinville por 81 a 67 na noite dessa quinta-feira, 6, pelo NBB Caixa (Novo Basquete Brasil).

Os mogianos dominaram toda a partida, chegando a abrir 20 pontos de vantagem. O time do técnico Guerrinha venceu os dois primeiros quartos por 24 a 15 (1º) e 18 a 9 (2º). No terceiro período os catarinenses levaram a melhor e venceram por 21 a 15. O último quarto foi o mais equilibrado, fechando com vantagem para o Mogi das Cruzes/Helbor em 24 a 22.

Os destaques mogianos da partida foram o pivô JP Batista, cestinha com 23 pontos e seis rebotes, o armador Arthur Pecos, com um duplo-duplo, 15 pontos e 10 rebotes e oito assistências, o ala-pivô Luís Gruber, com 18 pontos, sete rebotes e cinco assistências, e o ala Shamell Stallworth, com 15 pontos. Pelo lado do Joinville, o pivô Mathias fechou o jogo com um duplo-duplo, 19 pontos e 11 rebotes.

“Acho que melhorou muito (a defesa), melhoramos também nas bolas perdidas, mas o que atrapalhou o nosso time foi colocar 20 pontos e alguns jogadores se desinteressarem pelo jogo. É um jogo que fica perigoso. Se eles entram bem e fazem um primeiro tempo bom também? A gente poderia ter aproveitado e feito uma defesa no segundo tempo envolvendo mais a transição. Não fizemos porque atacamos muito parados, sem inspiração, os principais pontuadores não participando do jogo e ficou um jogo assim muito marcado. Tivemos uma evolução boa, diminuímos os erros, melhoramos a defesa, apesar dos 67 pontos. O que importa é o aproveitamento. Eles tiveram abaixo de 40%, só que podemos melhorar muito mais”, adverte Guerrinha.

O próximo compromisso do Mogi das Cruzes/Helbor será neste sábado, 8, contra o Corinthians, às 14 horas, novamente no Hugão.

Os ingressos para este jogo estão à venda no quiosque do clube no Mogi Shopping e pelo site.

O bilhete custa R$ 10 mais dois quilos de alimentos não-perecíveis (exceto sal e açúcar) ou R$ 20 (valor normal), com direito à meia entrada. Os alimentos devem ser entregues na entrada do ginásio. No sábado, a bilheteria do Hugão abrirá às 12 horas.