No “Café na Redação”, Carioca de Suzano dispara a sua metralhadora giratória: ‘Não há sobreviventes’
O Carioca participou hoje, ao vivo, pelo Facebook do Oi Diário do programa "Café na Redação" / Foto: Henrique Xavier
Prefeitura de Suzano Refis

Toda a expectativa que se criou para a participação do ativista político Alexandre de Andrade Junqueira, o Carioca de Suzano, de 49 anos, não foi em vão. Em pouco mais de uma hora da entrevista, ao vivo, no programa “Café na Redação”, realizado nos estúdios do Oi Diário, Carioca não se esquivou de perguntas polêmicas e não perdeu nenhuma chance de ir ao ‘ataque’.

Nascido no Rio de Janeiro e morando em Suzano faz 30 anos, Carioca, que tem mais de 11 mil seguidores em sua página na rede social, ‘atirou para todos os lados’ e pode-se dizer que seus disparos não deixaram sobreviventes.

Carioca que começou a ficar conhecido em Suzano e região durante a campanha eleitoral de 2016, quando enviou ‘direto da Indonésia’ diversos vídeos criticando e denunciando possíveis irregularidades cometidas pelo então candidato Israel Lacerda, demonstrou em sua primeira entrevista ao vivo à um veículo de comunicação que não tem papas na língua e que tem coragem de sobra para continuar denunciando as falcatruas de políticos de Suzano e região.

O entrevistado fez uma avaliação crítica do governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR), mas fez questão de destacar que a situação precária em que a cidade de Suzano ainda se encontra tem de ser creditada aos ex-prefeitos Estevam Galvão, Marcelo Candido e Paulo Tokuzumi. Para Carioca, Estevam não conseguirá a reeleição para deputado e deveria curtir a vida (se aposentar da política): “Marcelo Candido é ficha suja e ponto final. Tokuzumi fez um governo tão ruim que nem teve coragem de concorrer à reeleição”. Carioca, entretanto, pegou pesado com a Câmara de Suzano e garantiu ter provas de que alguns vereadores teriam ‘comprado’ votos para ‘representar o povo’.

Para Carioca a pré-candidata a deputada federal Juliana Cardoso ‘não tem açúcar e nem sal’ e o PR (partido pelo qual Juliana deverá concorrer) não merece respeito por ser comandado por um ‘grande mensaleiro’, no caso o ex-deputado por Mogi, Valdemar Costa Neto, o Boy. Carioca que respondeu diversas perguntas enviadas por internautas, fez questão de revelar que votará em Jair Bolsonaro para presidente do Brasil na eleição deste ano. Confira toda a entrevista no site e na página do Facebook do Oi Diário.