A reportagem do Jornal Oi percorreu nessa quarta-feira, 7, toda a extensão da avenida Francisco Marengo que terá obras de recuperação e revitalização a partir desta quinta-feira.

O anúncio dos investimentos nessa via que corta diversos bairros da região Norte de Suzano foi feito na terça-feira, 6, pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) que assinou a ordem de serviço para que o acesso seja recuperado. Primeiro no trecho entre a ponte do rio Tietê e até a avenida Jaguari e depois deste ponto até a fábrica Kimberly na divisa com Itaquá.

A reportagem constatou mais uma vez a precariedade e o enorme fluxo de veículos e pedestres que utilizam o acesso e conversou com cerca de dez moradores e comerciantes sobre a importância e necessidade dessa obra que é prometida desde o século passado.

A maioria dos entrevistados elogiou o esforço do governo suzanense em tirar a obra do papel, mas deixaram claro que preferem esperar a execução (e o resultado) dos trabalhos para comemorar o investimento que poderá garantir uma nova fase de desenvolvimento econômico e social ao longo da avenida que tem cerca de 150 estabelecimentos comerciais abertos, apesar do descaso histórico de vários governos da cidade com a região Norte da cidade.

 

Precisa de tudo

“Essa é uma obra muito importante. A avenida precisa de tudo, sinalização, iluminação, limpeza e melhoria das calçadas. Mas prefiro esperar para ver se realmente será feita”, destaca o borracheiro, Elusmar Ernesto dos Santos que trabalha no início da avenida, próximo de sua interligação com a estrada Portão do Honda e vereador João Batista Fitipaldi.

 

Já prometeram tantas vezes e nada fizeram

“Moro faz mais de 30 anos aqui (no bairro Boa Vista – perto da praça padre Cícero) e quero esperar para ver o que será feito. Já prometeram tantas vezes e nada fizeram. Aqui diante da praça precisa de um semáforo, pois os motoristas não respeitam os pedestres”, protesta Ioneide Souza de Matos.

 

A recuperação dessa avenida é importante

“Nossa região precisa de muita coisa. A recuperação dessa avenida é importante para os motoristas, pedestres e também para o comércio. A iniciativa (da Prefeitura) é boa, mas vamos esperar para ver o que será feito”, argumenta Fernando Alexandre Sanches Rodrigues que tem uma loja mecânica na margem da avenida no Jardim Revista.

 

Acredito que dessa vez a obra vai mesmo sair do papel

“Acredito que dessa vez a obra vai mesmo sair do papel. Conheci o outro (ex-prefeito Tokuzumi) e o atual prefeito e estou confiante. A avenida precisa de muitas melhorias, mas também é preciso que a comunidade tenha mais consciência para que essa região possa crescer mais rapidamente”, avalia o comerciante, Fernando Sakai, que é dono da autopeças Sakai há mais de 20 anos.

 

Olha só o esgoto que escorre do bueiro da Sabesp

“Olha só o esgoto que escorre do bueiro da Sabesp. Esse cheiro ruim prejudica o comércio, mas é a prova do descaso de todos (autoridades) com a região do Dona Benta. Saiu no jornal que vão fazer obras aqui na avenida, mas prefiro esperar para ver se não é mais uma promessa. Precisa fazer uma rotatória, melhorar a sinalização, a iluminação e tudo”, cobra a lojista Viviane Cordeiro de Carvalho.

 

Caso realmente a obra seja executada…

“Essa avenida precisa de muitos investimentos porque é utilizada por muita gente todos os dias. A iniciativa da Prefeitura de Suzano é bem-vinda. Falta sinalização, segurança, acessibilidade, iluminação. Caso realmente a obra seja executada, será bom para todo mundo, mas vamos aguardar para ver o que realmente será feito”, destaca Cleber Ribeiro, que trabalha no depósito Dona Benta instalado na avenida desde o início dos anos de 1980.

 

Oi cobra detalhes das melhorias na avenida que corta o Dona Benta e vários bairros da periferia

Jornal Oi – Precisamos de detalhes das obras na avenida Francisco Marengo. No trecho do Tietê até a avenida Jaguari será feito efetivamente o que?

Troca total de asfalto? Só tapa-buracos? Troca de guias e sarjetas? Obras de drenagem? Reforço da iluminação? Instalação de semáforos?

E do trecho entre a avenida Jaguari e a Kimberly o que será feito? Haverá desapropriação para a rotatória? Haverá reforço ou troca da iluminação?

Nova sinalização? Troca total de asfalto? Alargamento de via em algum ponto?

Governo de Suzano – O aporte de R$ 1,5 milhão do governo do Estado será utilizado no recapeamento de quase três quilômetros da via – da ponte do rio Tietê até a rotatória da rua Guilherme Garijo. A previsão é de que as intervenções sejam concluídas até o fim do ano.

Além disso, serão feitas correções nas caixas de águas pluviais e de esgoto e toda a iluminação da via será reforçada. O trecho de entrada do Jardim Europa também terá intervenções no acesso de veículos para o bairro e de saída sentido centro da cidade. A sinalização horizontal será reformada.

 

O investimento total deverá chegar aos R$2,5 milhões – Obras em toda a avenida

Na terça-feira, ao final do evento para a assinatura da ordem de serviço para as obras na Francisco Marengo, o Oi questionou o prefeito de Suzano sobre o risco de um processo de descontinuidade na recuperação da avenida.

Isso porque a empresa Via Nova Pavimentação deverá iniciar nesta quinta-feira a requalificação do trecho entre a ponte do rio Tietê e a avenida Jaguari, sendo que a parte mais critica do acesso fica em seu entroncamento com a avenida Washington Luiz.
Este trecho não está compreendido no contrato com a Via Nova e dependerá de uma nova licitação.

Ashiuchi assegurou que o governo fará todo o esforço para que as obras no trecho mais críticos sejam iniciadas quando os trabalhos na primeira parte ainda estiverem ocorrendo e que a meta da Prefeitura é entregar a Francisco Marengo totalmente recuperada até o início de 2019. Sendo que o investimento total deverá chegar aos R$ 2,5 milhões.