Mogi/Helbor vence Paulistano, empata série e força quarto jogo no Hugão
O Mogi se impôs desde o início da partida e, com boa defesa e bom aproveitamento, conseguiu fechar o primeiro quarto vencendo por 21 a 10 / Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O Mogi das Cruzes/Helbor bateu o Paulistano por 84 a 70 nessa quinta-feira, 24, no Ginásio Wlamir Marques (Corinthians), em São Paulo, e empatou em 1 a 1 a série melhor de cinco válida pelas finais do NBB CAIXA (Novo Basquete Brasil).

O próximo duelo entre as equipes será neste sábado, 26, às 12h35, no mesmo local, com transmissão ao vivo da Band e do SporTV. Com a vitória de ontem, o Mogi/Helbor já garantiu o quarto jogo no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, no dia 2 de junho, às 14 horas.

O ala-pivô Tyrone Curnell foi o grande nome da partida. O norte-americano terminou o jogo com 18 pontos, seis rebotes, seis assistências e 27 de eficiência. Também se destacaram o ala Jimmy Dreher com 18 pontos e 20 de eficiência, o armador Larry Taylor que anotou 12 pontos e pegou nove rebotes, e o pivô Caio Torres com 10 pontos. Shamell Stallworth e Vithinho Lersch fizeram nove pontos cada. Pelo lado do Paulistano, o pivô Guilherme Hubner marcou 18 pontos.

“O Paulistano havia feito uma primeira partida incrível em todos os sentidos e hoje foi a nossa vez. Sabíamos da qualidade do adversário e entramos muito focados, tanto na defesa quanto no ataque. A partir disso conseguimos uma vitória muito importante, que nos coloca matematicamente e mentalmente de volta na série”, comenta o técnico Guerrinha.

Principal nome da equipe mogiana na noite, Tyrone ressaltou o espírito do grupo para este jogo “Os times são bem parecidos, então quem começa bem no primeiro quarto tem grandes chances de ganhar o jogo. Nós conversamos durante a semana e entramos na partida de hoje como se ela fosse a última. Essa disposição foi fundamental para a nossa vitória”, declarou.

O jogo

O Mogi das Cruzes/Helbor se impôs desde o início da partida e, com boa defesa e bom aproveitamento, conseguiu fechar o primeiro quarto vencendo por 21 a 10. No segundo período, a equipe da capital equilibrou o jogo e a parcial terminou em 17 a 17. Na volta do intervalo, os ataques prevaleceram sobre as defesas e os mogianos ampliaram a vantagem, vencendo por 34 a 28. No último quarto o Paulistano tentou uma reação e venceu a parcial por três pontos: 15 a 12.