Mogi é superado pelo Flamengo e decide vaga à final do NBB neste sábado no Hugão
Os mogianos vão vencendo a série por 2 a 1 e têm a chance de fechá-la em casa e chegar à final inédita do NBB / Foto: André Durão

O Mogi das Cruzes/Helbor foi superado pelo Flamengo por 71 a 64, no Rio de Janeiro, nessa segunda-feira, 7, e agora recebe o time carioca no Ginásio Hugo Ramos no próximo sábado, às 14 horas. Os mogianos vão vencendo a série por 2 a 1 e têm a chance de fechá-la em casa e chegar à final do NBB Caixa (Novo Basquete Brasil) pela primeira vez na história.

Como esperado, o jogo 3 foi muito disputado. O Flamengo teve um melhor aproveitamento (77,8%) nos lances livres. Foram 14 acertos contra 9 dos mogianos (64,3%). Os dois times acertaram nove bolas da linha dos três e o time do Rio ainda teve uma bola a mais no chute de dois pontos. O Mogi das Cruzes/Helbor também somou três erros (12) a mais que os cariocas. O Flamengo venceu os três primeiros quartos por 18 a 17 (1º), 20 a 18 (2º) e 19 a 15 (3º). O último período terminou empatado em 14 a 14.

Os destaques do Mogi das Cruzes/Helbor da partida foram o armador Larry Taylor, com 17 pontos, cinco rebotes e seis assistências, o ala-pivô Tyrone Curnell, com 19 pontos, seis rebotes e duas assistências, o ala Jimmy Dreher, com 12 pontos e cinco rebotes, o pivô Caio Torres ainda anotou seis pontos e pegou sete rebotes e o ala Shamell Stallworth, fez seis pontos e pegou cinco rebotes. O ala-pivô Olivinha, do Flamengo, foi o cestinha da partida, com 20 pontos.

“Com a necessidade deles da vitória, jogando o último jogo em casa e podendo sair da competição, eles subiram mais a defesa. O nosso time tentou com todas as forças, mas o time deles estava melhor hoje. A gente desperdiçou bandeja, bolas fáceis, arremessos livres e eles passaram a ter o controle do jogo. Isso é normal. Nós viemos aqui para ter duas vitórias e tivemos uma e invertemos o mando de jogo. Cabe a nós fazer valer o fator quadra, mas é muito difícil. Não existe favorito Eles podem ganhar lá e nós ganharmos aqui, como já ganhamos. Sabendo que temos mais necessidade da vitória em casa do que no terceiro jogo aqui. Agora vamos, do lado na nossa torcida, lotar o Hugão e, com certeza, o time vai jogar com mais energia e com mais vibração”, adverte o técnico Guerrinha.

A equipe teve o apoio de cerca de 100 torcedores mogianos que foram ao Rio de Janeiro acompanhar a partida na noite de ontem.

Ingressos

Os ingressos para o jogo 4 neste sábado, 12, às 14 horas, começam a ser vendidos na quarta-feira, 9, no quiosque do clube no Mogi Shopping e pelo site totalplayer.com.br/mogi. O bilhete promocional antecipado arquibancada custará R$ 15 (sem direito à meia). No sábado, o bilhete custará R$ 30, com direito à meia para estudante, professor, idoso, deficiente e funcionários das empresas patrocinadoras e da prefeitura de Mogi das Cruzes.

Veja valores para outros setores, com direito à meia entrada: Cadeira Central: R$ 50 (cadeiras da arquibancada amarela que sobrarem dos sócios torcedores); Tribuna R$ 80; Camarote (ao lado da quadra): R$ 100; e Visitante: R$ 30.

Confira os resultados parciais desta empolgante semifinal da NBB entre Mogi e Flamengo:

Flamengo (1º) 1 x 2 Mogi (4º)

Jogo 1 – Mogi 79 x 62 Flamengo – Ginásio Hugo Ramos

Jogo 2 – Flamengo 74 x 88 Mogi – Arena Carioca 1 – Rio de Janeiro

Jogo 3 – Flamengo 71 x 64 Mogi – Arena Carioca 1 – Rio de Janeiro

Jogo 4 – Mogi x Flamengo – Ginásio Hugo Ramos – Mogi das Cruzes, sábado, às 14 horas

Jogo 5 – Flamengo x Mogi – Arena Carioca 1 – Rio de Janeiro – horário e data a confirmar (se necessário)