Marcus Melo se reúne com Márcio França e reforça pedidos de investimentos do Estado em Mogi
Durante o encontro, foram reiteradas solicitações de Mogi das Cruzes referentes a obras e investimentos nas áreas de saúde, infraestrutura viária e desenvolvimento social / Foto: Ney Sarmento/PMMC
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB) se reuniu, na tarde desta terça-feira, 5, com o governador do Estado, Márcio França (PSB), no Palácio dos Bandeirantes. Durante o encontro, foram reiteradas solicitações de Mogi das Cruzes referentes a obras e investimentos nas áreas de saúde, infraestrutura viária e desenvolvimento social.

“Todos os pedidos já estão com as respectivas secretarias e aproveitamos esta reunião para reiterar as solicitações que são muito importantes para Mogi das Cruzes. O governador foi receptivo a estas demandas”, afirmou o prefeito, que esteve acompanhado pelo deputado estadual Marcos Damásio.

Na área da saúde, foi apresentada a solicitação de apoio do Governo do Estado para a construção da Maternidade Municipal, que a prefeitura pretende implantar no distrito de Braz Cubas, ao lado do Hospital Municipal. A unidade busca suprir as necessidades de atendimento às gestantes e bebês, com todos os recursos e equipamentos necessários para oferecer atendimento qualificado.

O projeto da Maternidade Municipal prevê a construção de um prédio com aproximadamente 7 mil metros quadrados distribuídos em seis pavimentos. A unidade contará com leitos para gestantes, puérperas, leitos especializados no sistema canguru, leitos para gestantes de alto risco, além de quartos para atendimento pré-parto/parto/puerpério. A expectativa é que a construção seja iniciada em 2019.

Na área de infraestrutura viária, foram apresentadas três solicitações. A primeira é para recursos voltados à pavimentação em toda a cidade, nos moldes de intervenções que vêm sendo realizadas pelo Governo do Estado em diversas cidades.

Outro pedido foi referente ao apoio do Governo do Estado para a conclusão da Via Perimetral. O anel viário da cidade possui dois trechos restantes, entre as rodovias Mogi-Bertioga (SP-98) e Mogi-Salesópolis (SP-88), com extensão de 4,65 quilômetros, e outro entre as rodovias Mogi-Salesópolis (SP-88) e Mogi-Guararema (SP-66), este com 7,35 quilômetros. O projeto original da via é da década de 1980 e está sendo atualizado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo.

Também foi tratada a solicitação de Mogi das Cruzes para a construção de uma alça de acesso da rodovia Ayrton Senna para o Distrito Industrial do Taboão. Esta é uma demanda dos empresários para facilitar o acesso e a logística, colaborando para o desenvolvimento da região, com consequente criação de empregos.

A implantação de uma unidade do Bom Prato no distrito de Jundiapeba também foi reiterada junto ao governador. De acordo com a proposta, a Administração Municipal se responsabilizará pela construção do prédio para abrigar o serviço e assim que estiver concluído a cidade adotará o modelo consagrado do governo paulista para a gestão do espaço, onde são oferecidas refeições completas e balanceadas por R$ 1, com uma média de 1,2 mil atendimentos diários.