Marcus Melo afirma que vai representar e ajudar os prefeitos da região junto ao novo governador do Estado
O prefeito tucano Marcus Melo garantiu estar muito animado com as perspectivas que se abrem para Mogi e região a partir do início da gestão Doria/ Foto: Divulgação
Guararema Mirante Novembro

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB) afirmou nessa quarta-feira, 7, que vai representar e ajudar os prefeitos do Alto Tietê junto ao novo governador do Estado de São Paulo.

A partir de janeiro de 2019 o Palácio dos Bandeirantes será comandado pelo tucano João Doria que venceu uma disputa duríssima, no 2º turno, com atual governador Márcio França (PSB).

Melo manifestou sua disposição de ser o elo de ligação entre os colegas com o novo governador em conversa com a reportagem do Oi logo depois de apresentar uma enorme frota de carros e equipamentos que serão utilizados na melhoria e ampliação dos serviços de limpeza e manutenção em toda a cidade.

Marcus Melo destacou que foi o único prefeito do Alto Tietê que assumiu a campanha de Doria e que trabalhou para garantir a vitória do ex-prefeito da Capital.

“Logo após o 2º turno da eleição conversei com o governador eleito para firmamos o compromisso de trabalhar intensamente por Mogi e ajudar os prefeitos da nossa região na relação com o novo governo estadual”, destacou Melo que pretende apoiar os demais prefeitos por meio do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê que hoje é comandado pelo prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR).

O prefeito de Mogi garantiu estar muito animado com as perspectivas que se abrem para a cidade e a região a partir do início da gestão Doria a frente do governo estadual.

Especificamente para Mogi, Marcus Melo que será a principal liderança do PSDB para a região do Alto Tietê, acredita que o Estado poderá ajudar na construção (e custeio) de uma Maternidade Municipal e que finalmente as estações da CPTM instaladas na cidade serão revitalizadas e/ou reconstruídas.

Resta saber como será o funcionamento do Condemat, que até o final de 2018 estará sob o comando do prefeito de Suzano Rodrigo Ashiuchi (PR), a partir do ano que vem quando Doria deverá ‘vitaminar’ o prefeito de Mogi e ao mesmo tempo desidratar o atual comando do Consórcio.