Mamoru revela que a Delegacia da Mulher, o Pronto Atendimento Infantil e o novo transporte coletivo vão funcionar até o início de 2019
O prefeito Mamoro participou, ao vivo, do Café na Redação nesta quinta/ Foto: Glaucia Paulino/ Oi Diário

O prefeito de Itaquá e vice-presidente do Condemat, Mamoru Nakashima (PSDB),  participou nesta quinta-feira, 13, do “Café na Redação” e falou sobre as principais ações da sua gestão e em especial do decreto publicado pelo governo do Estado autorizando a instalação da Delegacia da Mulher na cidade que tem mais de 350 mil habitantes e um elevado percentual de ocorrências de violência contra as mulheres.

Mamoru conversou por quase 90 minutos com o Oi Diário e também respondeu perguntas encaminhadas por moradores de Itaquá e região que participaram da Live.

Nakashima também respondeu as provocações (perguntas políticas) sobre problemas no sistema de segurança pública enviadas supostamente por assessores de um ex-candidato a prefeito e que concorrerá ao cargo de deputado na eleição do próximo mês de outubro.

Sobre a implantação da Delegacia da Mulher em Itaquá, Mamoru Nakashima relembrou de todo o esforço da prefeitura e de seu governo para garantir a implantação da delegacia especializada no atendimento às mulheres vítimas de violência.

“Essa luta começou em 2013, logo no início do nosso primeiro mandato e trouxe aqui todos os pedidos e requerimentos que fizemos ao governo do Estado nos últimos quatro anos. Eu e a minha esposa (senhora Joerly Nakashima) não desistimos de trazer a Delegacia da Mulher e preciso destacar que o governador Márcio França foi quem assinou o decreto da delegacia”, explica.

Ainda segundo o prefeito, Itaquá já tem oficialmente a Delegacia da Mulher e sua gestão está trabalhando para colocar essa delegacia para funcionar. “Não temos os recursos financeiros para implantar a delegacia ideal, mas queremos oferecer esse serviço o mais rapidamente possível, talvez em um espaço menor e com uma estrutura menor, para depois oferecer o atendimento que todos esperam”, argumentou o prefeito que em diversos momentos da entrevista chamou a atenção para o fato de que a prefeitura não ter os recursos financeiros necessários para implantar os serviços públicos no tempo e na qualidade que a população precisa.

Transporte coletivo, Hospital Infantil e regularização fundiária

Questionado pela reportagem o prefeito detalhou o andamento de projetos e investimentos que foram anunciados (prometidos) como prioridades na campanha eleitoral de 2016 que garantiu a reeleição de Mamoru – ainda no primeiro turno da disputa.

O prefeito de Itaquá afirmou que até o final deste ano o seu governo vai melhorar a qualidade do transporte público oferecido pelos ônibus nas linhas municipais.

Mamoru assegurou que a licitação para a contratação do serviço de transporte será publicada nos próximos dias e que até o final de 2018, o atendimento aos passageiros será melhorado, pois o contrato que será assinado entre ao governo da cidade e a empresa (ou empresas) que vai prestar o serviço terá cláusulas e regras claras pelas quais a prefeitura poderá fiscalizar e exigir da empresa de ônibus, a prestação dos serviços que atualmente são alvos de muitas críticas dos usuários.

O prefeito revelou ainda que o Pronto Atendimento Infantil ainda não foi inaugurado porque a prefeitura não tem o dinheiro necessário para equipar e contratar os profissionais que vão atender os pacientes. “Estamos buscando formas de colocar esse serviço para funcionar o quanto antes”.

O Pronto Atendimento poderá iniciar os serviços até o início de 2018. Por outro lado, Mamoru  ‘comemorou’ durante a entrevista o sucesso do programa de regularização fundiária que foi iniciado em 2013.

“Cerca de 12 mil pessoas vão ser beneficiadas com a entrega dos certificados de propriedade dos imóveis onde elas estão morando. É um trabalho que demorou cerca de cinco anos e que vai melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas. Esses documentos começarão a ser entregues ás famílias nas próximas semanas”, garantiu o prefeito.

Confira toda a entrevista no site e o Facebook do Oi Diário.