Mamoru insiste na estratégia de esconder informações sobre a concorrência do transporte em Itaquá
Inexplicavelmente o prefeito Mamoru parece querer manter esse assunto dentro de uma caixa preta/ Foto: Divulgação
Guararema Mirante Novembro

O mês de novembro já começou e o governo do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) parece estar disposto a insistir na estratégia de esconder informações sobre a concorrência pública do transporte coletivo em Itaquá.

Tais informações são do interesse de milhares de pessoas que todos os dias utilizam os ônibus da empresa CS Brasil que circulam nas linhas municipais.

Desde a metade deste ano o Jornal Oi cobra informações detalhadas da prefeitura de Itaquá sobre a concorrência e a esperada melhoria na qualidade do transporte publico da cidade que tem mais de 350 mil habitantes.

Inexplicavelmente o prefeito Mamoru parece querer manter esse assunto dentro de uma caixa preta.

A situação fica ainda mais complicada se levarmos em consideração que melhorar o sistema de transporte municipal foi uma das principais promessas na campanha eleitoral da reeleição em 2016.

O Jornal Oi vai continuar cobrando do prefeito Mamoru a apresentação das informações que são do interesse da população.

Confira abaixo as perguntas enviadas pelo Oi ao governo Mamoru no dia 29    

1 – Precisamos  de um cronograma completo e detalhado do processo de licitação para o transporte coletivo municipal em Itaquá. Quando a concorrência foi aberta? Quais etapas já foram superadas? Quais etapas ainda serão realizadas e em quais datas?

Qual a data prevista para assinatura do contrato entre a prefeitura e a empresa que cuidará do transporte no ano de 2019? Quais são as diretrizes dessa concorrência em relação à integração de linhas, criação de novos trajetos, gratuidade para alunos e pessoas com mais de 60 anos?

Quantas linhas o transporte municipal de itaquá opera hoje? Em média quantos passageiros pagantes e não pagantes são transportados por mês pela empresa CS Brasil? De que forma a CS Brasil remunera a prefeitura com  base no atual contrato?

No caso de a licitação não ter sido aberta ou de  não ser concluída a tempo, explicar os motivos e informar se o contrato com a CS Brasil será prorrogado de forma emergencial? Por quanto tempo? Ou será feito contrato emergencial com outra empresa? Em qual dia vencerá o contrato da prefeitura com a CS Brasil?

CONFIRA ‘AS RESPOSTAS’ DA PREFEITURA

‘Boa tarde, seguem respostas, referente ao transporte estamos aguardando o posicionamento da Secretaria Municipal de Transportes’.