Mamoru abre o jogo sobre expulsão do PSDB, eleição na Câmara, transporte, educação e metas para 2019
Mamoru participou na tarde desta terça-feira do “Café na Redação” e não fugiu das polêmicas que rondam o seu governo em Itaquá/Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O prefeito de Itaquá, Mamoru Nakashima, participou nesta terça-feira, 18, do “Café na Redação” e abriu o jogo sobre assuntos polêmicos relacionados ao seu governo, ao futuro da cidade e os bastidores da política no município.

Mamoru falou de forma franca e objetiva sobre o processo de expulsão que enfrenta por decisão do Diretório Estadual do PSDB que o acusa de ter traído o partido e o candidato do tucano ao governo de SP na eleição deste ano, João Dori, e afirmou que muitos outros partidos estariam interessados em tê-lo com o filiado no caso de o PSDB não voltar atrás com o processo de expulsão.

Mamoru também falou sobre o resultado da eleição para a mesa diretiva da Câmara em Itaquá, que elegeu o vereador Edson do Paiol para a presidência do Legislativo em 2019, sendo que esse resultado pode ser considerado como uma séria (e inesperada) derrota do governo na Câmara.

O prefeito de Itaquá também prestou contas sobre as mudanças no transporte coletivo, os investimentos na cidade (especialmente na área da educação) e ressaltou que Itaquá será uma referência regional e estadual no que se refere à regularização fundiária.

Dezenas de pessoas acompanharam Live e encaminharam diversas perguntas que foram respondidas por Mamoru. O prefeito de Itaquá argumentou que o processo de expulsão imposto pelo Diretório Estadual do PSDB é injusto principalmente porque foram os dirigentes do partido que o ignoraram no início do processo eleitoral.

Mamoru acredita que a direção Nacional do PSDB irá reverter o processo de expulsão, mas deixou bem claro que já foi procurado por outros partidos para o caso de ser afastado em definitivo do PSDB.

Por outro lado, Mamoru assegurou que não espera qualquer tipo de perseguição e retaliação do governador João Doria contra o seu governo ou contra a cidade de Itaquá.

“A eleição já passou, o Dória foi eleito governador do Estado e tenho certeza que irá investir em Itaquá que é uma cidade muito garante”, disse Mamoru que repetiu diversas vezes durante a entrevista a avaliação de que os deputados federais e estaduais eleitos e reeleitos terão de ajudar mais a cidade de Itaquá a partir de 2019.

Mamoru comprovou durante a conversa, que teve duração de aproximadamente 80 minutos, que está sendo fiel as promessas que fez na campanha eleitoral de 2016, quando foi reeleito no primeiro turno.

“Continuo não fazendo falsas promessas. Não engano o povo, falo a verdade e tudo o que prometi está sendo feito. Afirmei que as prioridades seriam a educação, o transporte coletivo, a iluminação pública e a regularização fundiária. Itaquá tem mais de 180 áreas invadidas ou irregulares e vamos investir R$ 20 milhões em projetos e estudos para regularizar praticamente toda a cidade”.

“Na educação a prefeitura tem a obrigação de investir 25% do orçamento, mas em 2017 investimentos 38% e o resultado de Itaquá no Ideb mostra que a educação em Itaquá está avançando como nunca. No transporte coletivo não houve tempo hábil para a finalização da PPP que vai melhorar bastante o serviço, então fizemos um contrato emergencial de seis meses com uma empresa que vai ampliar a frota de ônibus e no 2º semestre de 2019, o teremos um novo sistema de transporte”, disse o prefeito.

Confira toda a entrevista no site e no Facebook do Oi Diário.