Prefeitura de Mogi das Cruzes

Um grupo de servidores públicos de Poá promoveu uma paralisação nessa sexta-feira, 26, em protesto contra mudanças implantadas na gestão da prefeitura pelo governo do prefeito Gian Lopes (PR). Na tarde dessa sexta-feira a reportagem do Jornal Oi cobrou esclarecimentos da prefeitura poaense a partir de informações destacadas inicialmente pelo site G1, como a de que o Hospital Municipal Guido Guida estaria atendendo (nessa sexta-feira) apenas casos de urgência e emergência.

O governo de Poá não confirmou essa informação. A assessoria do prefeito argumentou que um pequeno número de funcionários ligados ao Sindicato dos Servidores Públicos esteve na sede da prefeitura na manhã dessa sexta-feira para protestar contra a demissão de servidores aposentados. De acordo com a assessoria do governo de Poá a demissão desses servidores foi uma das alternativas encontradas pela prefeitura para cortar gastos, principalmente porque o orçamento do governo sofreu uma drástica redução neste ano por causa da mudança na lei do ISS.

Ainda conforme o governo de Poá essa mudança foi aprovada na Câmara e as pessoas que foram protestar estariam cientes desde o começo do ano que tais demissões aconteceriam.

A assessoria acrescentou que um grupo de servidores deverá retornar a prefeitura na semana que vem para que o governo explique o que todos os manifestantes já estariam sabendo – no caso da necessidade de a prefeitura reduzir seus gastos, principalmente à folha de pagamentos. Nessa sexta-feira o prefeito Gian Lopes ‘conseguiu’ um compromisso de última hora e acabou não conversando com os representantes do sindicato e os trabalhadores que organizaram a manifestação. Por fim a assessoria do governo assegurou que o atendimento no Guido Guida foi ‘normal’ nessa sexta-feira.

Quanto pior, melhor?

Ainda de acordo com informações ligadas ao gabinete do prefeito Gian e pessoas ligadas ao vice-prefeito e secretário de Saúde, Marcos Indaiá, a manifestação dessa sexta-feira teria cunho político e teria entre seus organizadores/incentivadores o médico e ex-secretário de Saúde, Ali Sami El Kadri, personagem bastante conhecido nos bastidores da política em Poá. O Dr. Ali poderá se manifestar sobre o seu envolvimento, ou não, no protesto dessa sexta-feira nas próximas horas.