Está batendo o desespero em setores mais conservadores e alienados da chamada direita e da maioria das empresas de comunicação. Os ‘deuses do mercado’ parecem a ponto de enlouquecer com os cenários que despontam para a eleição presidencial de 2018.

O maior dos problemas para esses setores da sociedade, da mídia, do empresariado e também do Judiciário é que o ex-presidente Lula segue sendo o favorito para a eleição apesar do inacreditável massacre judicial midiático que sofre todos os dias.

Luciano Huck candidato a presidente do Brasil

Chegaram a dar corda para o tosco pré-candidato Jair Bolsonaro. Mas já estão recuando porque Bolsonaro é ruim demais, tem perfil de ditador e psicopata. Ele seria um presidente sem controle e os donos do Brasil querem uma marionete. Agora fazem malabarismos para emplacar o nome do apresentador playboy da rede Globo Luciano Huck.

Nessa quinta-feira grande parte da grande imprensa destacou o sucesso da imagem de Huck que tem tentado viabilizar seu no nome para ser – acreditem – candidato/presidente do Brasil.

Segundo a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, a aprovação ao nome de Huck apresentou um salto de 17 pontos porcentuais desde setembro, passando de 43% para 60%. Já a desaprovação caiu de 40% para 32% no mesmo período.

Com isso, Huck passou a ser a personalidade com a melhor avaliação entre as apresentadas pelo Ipsos aos entrevistados. Todos os demais 22 nomes do Barômetro Político deste mês, porém, são do mundo político ou do Poder Judiciário, mais sujeitos ao desgaste do noticiário.

Enfim, querem empurrar goela abaixo um candidato de direita conservador que tenha condições de enganar o eleitorado. Cabe ao povo não cair nessa.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O INSTITUTO BRÁS SANTOS

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS: OPINIÃO BRÁS SANTOS