Jovem vocação
Pode parecer um pequeno tijolo dentro da grande muralha que é batalhar contra uma doença como o câncer, mas acreditem: faz muita diferença
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Já falei, neste espaço que me foi gentilmente concedido, sobre o poder da solidariedade e como ela pode tocar e transformar vidas, ao mesmo tempo em que dá forças para que sigamos com nosso ofício diário.

E nesta semana tive mais uma prova dessa fortaleza, com a calorosa doação de mechas de cabelo que recebemos de alunos de um colégio de Mogi.

São apenas crianças e pré-adolescentes, ainda em processo de formação de caráter, porém que já se viram imbuídos de um grande senso de amor ao próximo.

Penso que este pode ser o caminho para um futuro mais caridoso, em que o egoísmo será deixado de lado, para dar espaço a um ambiente de empatia e sensibilidade. Todas as mechas que recebemos são enviadas à São Paulo e utilizadas pela equipe da ONG Cabelegria para confeccionar perucas, que depois são doadas à pacientes que perderam os cabelos.

Pode parecer um pequeno tijolo dentro da grande muralha que é batalhar contra uma doença como o câncer, mas acreditem: faz muita diferença na vida de mulheres que de repente se veem fragilizadas e desprovidas de um dos maiores símbolos da beleza feminina.

Encontrar pessoas tão jovens já sensíveis a causas como essa é uma grande injeção de ânimo para quem vive e trabalha todos os dias em prol da promoção do bem.
Que apareçam em nossos caminhos mais e mais exemplos como este, de agentes multiplicadores da fraternidade e do bem-querer. É disso que o mundo e todos nós precisamos.