Como os vereadores estão em período de recesso, a Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos decidiu cancelar a sessão extraordinária que estava marcada para a manhã de ontem, 23.

De acordo com a assessoria de imprensa do Legislativo ferrazense, o presidente da Casa, vereador Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha havia convocado os parlamentares de maneira verbal durante a última sessão extraordinária no dia 12 do corrente.

Na ocasião, o plenário aprovou, em primeira votação, quatro matérias enviadas pelo governo do prefeito José Carlos Fernandes Chacon, o Zé Biruta (PRB).

 

Redução das secretarias municipais

O principal texto trata sobre a minirreforma administrativa que reduz de 17 para 14 o número de secretarias municipais. Por sua vez, com a medida, a prefeitura da cidade aproveita para recriar a pasta da Segurança extinta, em 2016.

A volta de um setor exclusivo para tratar da segurança da população ferrazense é uma reivindicação da classe política, em geral.

Além disso, o projeto de lei complementar também altera a nomenclaturas de algumas secretarias, entre elas, da Indústria e Comércio que passará a chamar-se de Desenvolvimento Econômico e Agropecuário.

O texto extingue ainda a Secretaria Municipal de Comunicação Social que terá apenas um departamento vinculado à pasta de Governo.

Por outro lado, os demais projetos constantes da ordem do dia da sessão extraordinária cancelada apenas adequam a nova estrutura administrativa de 2018 a 2021 a:

  • Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO),
  • Lei Orçamentária Anual (LOA),
  • Plano Plurianual (PPA).

A nova votação das matérias em segundo turno ainda não tem data marcada pela Diretora da Casa.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS NOTÍCIAS SOBRE FERRAZ