Indústria do Alto Tietê retoma contratações e é a 1ª no ranking estadual. 300 vagas foram abertas em outubro
Quando comparados os meses de outubro dos anos de 2017 e 2018, temos um cenário melhor, pois em outubro de 2017 o resultado foi positivo em 0,20%/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Depois de uma interrupção de dois meses, a indústria do Alto Tietê retomou as contratações em outubro. Pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 14, pelo CIESP – Centro das Indústrias do Estado de São Paulo aponta uma variação de 0,45% no nível de emprego industrial na Região, o que significa a abertura de 300 postos de trabalho no último mês, distribuídas nas empresas instaladas em Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano.

Com esse resultado, a Região passou a ter o melhor desempenho do Estado de São Paulo no ano de 2018. O Alto Tietê ocupa agora o primeiro lugar no ranking das 36 regiões industriais do Estado, com uma evolução de 6,57% no nível de emprego, o que representa 4.000 postos de trabalho. A segunda colocada no ranking anual é Sertãozinho, com aumento de 4,73%.

“Isso é bastante significativo, principalmente se levarmos em conta o desempenho do Estado no ano, que é de 0,54%. Ou seja, a indústria do Alto Tietê tem conseguido uma recuperação mais rápida em relação a outras regiões, o que é fruto principalmente do empenho, investimento e superação das nossas empresas e também da diversificação de setores nas cerca de 2 mil indústrias que temos instaladas na Região”, analisa José Francisco Caseiro, diretor do CIESP Alto Tietê.

No mês de outubro, pontualmente, o desempenho da Região foi influenciado pelas variações positivas de Produtos de Minerais Não-Metálicos (2,61%); Produtos Têxteis (2,26%); Produtos de Borracha e de Material Plástico (0,36%) e Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos (0,97%).

“Nós tivemos os meses de agosto e setembro sem contratações e, outubro, até por conta da produção de final de ano, retomou o ciclo de admissões que a Região vinha registrando. Isso reforça a expectativa de que 2019 deve ser um ano melhor para a indústria, o que requer também que o Governo adote as medidas que vem prometendo”, ressalta o diretor do CIESP Alto Tietê.

Quando comparados os meses de outubro dos anos de 2017 e 2018, temos um cenário melhor, pois em outubro de 2017 o resultado foi positivo em 0,20%.