Câmara de Poá aprovou por unanimidade o projeto de lei que assegura a prioridade de matrícula na mesma escola a irmãos que frequentem o mesmo ciclo de ensino da educação básica.

O objetivo da proposta apresentada pelo vereador Saulo Souza (SD) é garantir maior tranquilidade para os alunos e para as famílias, que são obrigadas muitas vezes a se dividir entre duas instituições de ensino mesmo tendo filhos com faixas etárias muito próximas.

A propositura teve a segunda votação realizada na sessão da última quarta-feira após já ter sido aprovada em primeira discussão. Para que a medida passe a valer, a lei precisa ser sancionada pelo prefeito Gian Lopes (PR).

Segundo o vereador Saulo Souza, a criação do projeto surgiu a partir da necessidade relatada pelos pais dos estudantes. “Fui bastante cobrado nos últimos meses e testemunhei a dificuldade de famílias que possuem filhos estudando em escolas diferentes dentro da rede municipal. São crianças com praticamente a mesma faixa etária, cursando praticamente o mesmo ciclo de educação e os pais não conseguem a vaga na mesma instituição”, explicou.

Saulo destacou que a situação traz transtorno para o aluno, que muitas vezes é obrigado a sair mais cedo de casa ou ficar esperando na frente da escola mais tempo, por exemplo, porque o responsável tem que passar em duas escolas. “É um transtorno também para essas pessoas que tem que se dividir para ir até  duas ou até três unidades de ensino em bairros diferentes de Poá”.

O vereador frisou que a possibilidade de matricular irmãos que estão no mesmo ciclo de ensino na mesma instituição depende agora apenas da administração municipal. “Pedimos que a população reforce esse pedido e o prefeito não vete o projeto, que vai trazer mais tranquilidade para os pais e mais conforto para o estudante. Temos que dar todas as condições para que nossos alunos possam alçar voos cada vez maiores por meio da Educação”, finalizou.