Lucena garante R$ 2 milhões para o custeio do Guido Guida em Poá

0
55
Governo poaense terá de abandonar o discurso de fechar o Hospital Municipal Guido Guida
Governo poaense terá de abandonar o discurso de fechar o Hospital Municipal Guido Guida

O prefeito de Poá, Gian Lopes (PR) e o deputado federal, Roberto de Lucena (PV), anunciaram na manhã de ontem, 13, no Hospital Municipal Guido Guida, a conquista de mais de R$ 2 milhões para investimento na unidade de saúde.

O dinheiro foi conseguido via emenda parlamentar e liberação de recursos do Ministério da Saúde. O vice-prefeito e secretário de Saúde, Marcos Ribeiro da Costa, o Marquinhos Indaiá, o vereador José Carlos Costa, o Zé Maça do Amor, secretários municipais, entre outras pessoas, também acompanharam a reunião.

Gostaria de agradecer o apoio do deputado Roberto de Lucena neste momento difícil que estamos atravessando. A nossa visita a Brasília já começa a apresentar resultados e certamente anunciaremos outras notícias positivas em breve”, disse Gian Lopes.

No final de setembro, ao lado de Lucena e do vice-prefeito Marquinhos Indaiá, o prefeito de Poá foi recebido pelo presidente da República, Michel Temer, em seu gabinete, para solicitar recursos para que o Hospital Municipal Guido Guida não feche as portas.

Naquela ocasião o presidente Temer se sensibilizou muito com a situação de Poá, que está enfrentando uma grande crise financeira e pediu que alguns departamentos dessem uma atenção especial ao município. Então eu fiz uma indicação de emenda parlamentar no valor de R$ 1 milhão e o Ministério da Saúde liberou também o mesmo valor. Desta maneira esses R$ 2 milhões já chegam à cidade agora em dezembro e serão recursos importantes para ajudar nos custos do atendimento no Hospital Municipal Guido Guida. Reforçando que continuaremos trabalhando para conseguir novos recursos para unidade de saúde”, comentou o deputado.

Governo poaense terá de abandonar o discurso de fechar o hospital

De acordo com informações do governo de Poá, o Hospital Guido Guida conta com 24 leitos e atende, por ano, 150 mil pessoas, sendo que 35% deste público é de outras cidades da região como: Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Suzano e até de moradores do extremo Leste da Capital.

O prefeito Gian Lopes já esteve no Palácio dos Bandeirantes e na Secretaria de Estado da Saúde para apresentar a situação difícil pela qual passa a cidade, devido ao corte no repasse do ISS (Imposto Sobre Serviços) à prefeitura.

Os recursos devem chegar já no mês de dezembro e serão utilizados para os custos do hospital.

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK


COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO