Guararema dá início ao Avistando Mirim
Alunos de Guararema observaram aves de cerca de 20 espécies da região/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Nos dias 10 e 11 de setembro a prefeitura de Guararema iniciou o Programa Avistando Mirim. Oriundo do Avistando Guararema, realizado desde 2016, o programa contempla a observação de aves no município, como instrumento para o conhecimento e conservação da natureza, direcionado às crianças do município.

Em parceria com a SAVE Brasil, o Avistando Mirim proporcionou aos alunos da Escola Municipal “Presidente Getúlio Vargas” e do Colégio Virtude dois circuitos de observação de aves, um na Ilha Grande e outro na Nascente Modelo, onde foi possível registrar cerca de 20 espécies de aves de nossa região.

Durante o encontro, os alunos também aprendem sobre os hábitos e características destes animais, ressaltando assim a importância da conservação dos ambientes naturais para a vida das aves e de todos os animais, inclusive os humanos.

Consideradas bioindicadoras da qualidade dos ambientes, é possível analisar a qualidade da água, do ar e do solo se está adequada, de acordo com cada tipo de ave.

Na Ilha Grande é possível o registro de mais de 60 espécies de aves, segundo a bióloga e observadora de aves Suzana Franco, que também é professora no Colégio Virtude. Os alunos do colégio e os pesquisadores da SAVE puderam também conhecer a Nascente Modelo, local de um futuro parque natural em Guararema, no bairro Ipiranga. Essa nascente alimenta o Ribeirão Ipiranga, que por sua vez deságua no Rio Paraíba do Sul, que é um dos principais rios do país.

Para o dia 24 de novembro está prevista a 3ª edição do Avistando Guararema, onde ornitólogos (especialistas em aves) se reúnem para falar sobre o tema e também fazer novos registros e estudos.

A prefeitura de Guararema, a SAVE Brasil e a Guaranature, juntamente com outras entidades nacionais e internacionais, desenvolvem um importante estudo sobre o Bicudinho-do-brejo-paulista, outros animais e também sobre os recursos hídricos da bacia do Ribeirão Putim. O Bicudinho é uma espécie criticamente ameaçada de extinção e é apenas encontrado em nossa região.