Pedro Ferreira
Vai Encarar ?

A possível reativação do pronto atendimento de pediatria no Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, na Vila Corrêa, em Ferraz de Vasconcelos, será cobrada por um grupo de vereadores ao novo governador de São Paulo, Márcio França (PSB) nas próximas semanas. A volta do serviço suspenso pela unidade há cerca de dois anos por falta de especialistas voltou a ser tratada em reunião entre o diretor técnico de Departamento, Vanderlei de Almeida Rosa, o presidente da Câmara Municipal, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, os vereadores Agílio Nicolas Ribeiro David (PSB) e Marcos Antonio Castello (SD), o Ratinho e o chefe de Gabinete da Casa, Marcelo Dearo de Carvalho, na terça-feira, dia 3.

Na prática, a direção do Regional vem tentando fechar uma parceria com a Prefeitura da cidade para tentar restabelecer o atendimento pediátrico na unidade desde 2016, porém, até agora, apesar do esforço do órgão estadual o acordo não saiu do papel. Pela proposta, a municipalidade manteria um posto de saúde localizado, no centro, aberto das 7h às 19h, de segunda à sexta-feira. Para tanto, precisaria somente de uma equipe fixa formada por dois pediatras. Já o Hospital faria o atendimento noturno, aos finais de semana e feriados. Hoje, a unidade tem especialistas para fazer somente o acompanhamento interno.

Para a direção do Regional, 70% dos casos envolvendo crianças seriam resolvidos no atendimento básico em postos de saúde locais. Desta forma, o hospital receberia apenas as situações, de fato, mais graves como já acontece no momento. Por outro lado, para viabilizar o retorno da ala de pediatria, a unidade precisará terceirizar o serviço, já que desde 2014, o governo estadual proíbe a contratação de profissionais por concurso público. Por isso, hoje, o Dr. Osíris Coelho enfrenta um grande déficit de funcionários, o que impede de manter e, sobretudo, de aumentar a oferta de atendimento em várias especialidades. “O Regional é uma referência em traumatologia de média complexidade, mas poderia avançar muito mais”, diz o diretor técnico.

Segundo Vanderlei Rosa, além de lutar para reativar o pronto atendimento da pediatria, o hospital também almeja retornar com o setor de psiquiatria. Além disso, a unidade tem estrutura física suficiente para abrigar ainda uma ala completa de hemodiálise. Pelos cálculos da direção do Regional, o setor que poderia ser instalado no quarto andar teria capacidade para receber mais de 100 pacientes, o que representa a demanda existente, em Ferraz de Vasconcelos. Em geral, o consenso é que a total utilização do espaço físico do Dr. Osíris Coelho depende apenas de ações políticas do Palácio dos Bandeirantes. Por isso, o pedido da volta da ala de pediatria será levado, em breve, ao governador e pré-candidato à reeleição, Márcio França.

                                                           Carona

Para os vereadores Inha, Nicolas Ribeiro e Ratinho, trata-se de uma reivindicação bastante justa que será feita nas próximas semanas. Além disso, eles avaliam que o momento político também é propício, tendo em vista, que o governador Márcio França quer imprimir a sua maneira de administrar o principal estado da federação e, principalmente, por ser virtual candidato à reeleição, em outubro. “Na realidade, vamos levar essa demanda de sua importância para a nossa cidade o restante do Alto Tietê e acreditamos que o Palácio dos Bandeirantes irá analisar com muito carinho o pedido da reativação da pediatria no Regional”, dizem. Em contrapartida, os parlamentares prometem continuar articulando para reaproximar a atual gestão local com o pessoal do Hospital Regional. Em resumo, no momento, a leitura política é que sem essa atuação conjunta o maior perdedor é o próprio usuário.