Prefeitura de Mogi das Cruzes

O Jornal Oi começou nesta terça-feira, 13, a questionar lideranças políticas e órgãos públicos sobre o ‘passa moleque’ que o governo do Estado segue aplicando na cidade de Suzano e na população da região em razão da falta de acesso a serviços (prometidos por vários políticos e o governo do Estado) do Hospital Estadual de Suzano que foi construído ao lado do Hospital Auxiliar das Clínicas na Vila Amorim.

Confira a seguir as perguntas do Jornal Oi para a Prefeitura de Suzano e os esclarecimentos do governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).

1 – Qual é o serviço (ou quais são os serviços) que a população de Suzano e região já estão fazendo, desde o início deste ano, no Hospital Estadual da cidade que foi construído ao lado do Hospital Auxiliar das Clínicas em Suzano? Por favor, detalhar e quantificar os serviços oferecidos desde o início do ano até este dia 12 de março.

2 – Caso o Hospital que foi construído no ano passado ainda não tenha iniciado a realização de exames e outros serviços, por que isso ainda não aconteceu? Como o governo de Suzano pretende resolver esse assunto? Em quanto tempo?

RESPOSTAS DA PREFEITURA

1 – O serviço de atendimento não começou.

2 – Esse equipamento é do governo estadual e o município não tem qualquer governabilidade. Entretanto, no ano passado, o prefeito e secretário municipal de Saúde se reuniram com a diretoria e coordenadoria do hospital, bem como o Condemat, a fim de viabilizar esse atendimento, muito importante para a população suzanense. O último posicionamento recebido é de que o Estado está providenciando o serviço, mas o prazo não foi informado.