Governo de SP determina pagamento de indenização às vítimas do massacre em Suzano
Na manhã dessa quarta-feira, o governador de São Paulo, João Doria cancelou a agenda do dia e chegou à escola em um helicóptero/Foto: Glaucia Paulino/Oi Diário
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), criou um comitê executivo formado pela Procuradoria Geral do Estado, pelas secretarias da Educação, Segurança Pública e Assistência Social, além de membros da Defensoria Pública como convidados, para garantir celeridade no processo de pagamento de indenização aos familiares das vítimas do atentado ocorrido na escola professor Raul Brasil, em Suzano.

O decreto, que será publicado na edição desta sexta-feira, 15, do Diário Oficial prevê que o grupo determine, no prazo máximo de 30 dias, os valores que serão pagos pelo Governo Estadual aos familiares das vítimas.

“Nenhuma ação do Governo poderá compensar vidas perdidas, mas em um momento de tamanha dor e tristeza, é fundamental que essas famílias não enfrentem burocracia e processos lentos para terem acesso aos recursos. É hora de solidariedade e atitude”.

Solidariedade

Na manhã dessa quarta-feira, o governador de São Paulo, João Doria cancelou a agenda do dia e chegou à escola em um helicóptero, acompanhado do secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares da Silva, do secretário de Segurança, general João Camilo Pires de Campos, e do comandante da PM, o coronel Salles. Doria disse que estava “muito impactado”.

“Foi à cena mais triste que já assisti em toda a minha vida. Fico muito triste que um fato como este ocorra em São Paulo, ocorra no Brasil. Estou consternado, chocado”, afirmou o governador em rápida conversa com os jornalistas.