Governo de Poá compra terreno para construção um novo prédio para a nova escola Subhi Alexandre Maluf
Melhorar a Educação em Poá sempre foi o compromisso do governo Gian Lopes/Foto: Flavio Aquino
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O prefeito Gian Lopes, ao lado do secretário de Educação, professor Carlos Humberto Martins Duarte e do vereador Marcílio Duarth, anunciou nessa sexta-feira, 12, a aquisição, por parte da prefeitura de Poá, de um terreno na esquina da avenida Lucas Nogueira Garcez e rua Vitória Maluf, para construção da nova escola municipal Subhi Alexandre Maluf.

A negociação da área foi feita de forma amigável, por meio de desapropriação. Os secretários de Administração, Alexandre Provisor e da Fazenda, Robson Senziali, e os antigos proprietários do terreno, também participaram da atividade.

“Agora vamos superar os trâmites administrativos para o início das obras e colocar esta nova unidade de ensino à disposição da população o mais breve possível”, explicou o prefeito Gian Lopes.

O atual prédio da Subhi Alexandre Maluf fica na rua Batatais, 30 – Jardim Estela e não apresentava condições estruturais para receber os 250 alunos. A nova unidade de ensino terá capacidade para 600 estudantes.

Segundo o secretário de Educação, o professor Humberto, o projeto da nova escola Subhi Alexandre Maluf será uma referência.

“Será uma escola com uma ótima estrutura. A educação é prioridade em Poá. É por meio dela que vamos garantir o futuro dos poaenses. Investir na qualidade da educação hoje é oferecer um futuro mais digno e igualitário a todos”, reforçou.

Melhorar a Educação em Poá sempre foi o compromisso do governo Gian Lopes.

“Pegamos uma cidade com diversos desafios e demandas. Mas com muito trabalho a escola da Vila Monteiro já foi entregue para população poaense. Também entregaremos em breve a obra da escolada Perracine, que era uma grande demanda da população e iniciamos as obras da escola Estância Hidromineral. Estamos fazendo também o trabalho de zeladoria e planejando diversas outras melhorias e reformas necessárias nas escolas, para que os alunos tenham uma melhor estrutura”, concluiu Gian Lopes.