Governo de Ferraz afirma que ‘abusos de procuradores’ estão sendo investigados em sigilo por respeito às vítimas
O governo ferrazense informou que de acordo com a Corregedoria Geral da Prefeitura de Ferraz, fatos desta natureza são apurados sob sigilo/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Nesta quinta-feira, 26, o Jornal Oi publicou reportagem sobre a suposta investigação que uma Organização da Sociedade Civil está prometendo fazer na prefeitura de Ferraz de Vasconcelos. O alvo principal seriam os advogados (procurados) da prefeitura que teriam praticado abusos sexuais, entre outras ilegalidades.

De acordo com a denúncia dessa Organização da Sociedade Civil (leia mais informações abaixo) o prefeito Zé Biruta (PRB) poderá ser processado no caso de não tomar providências contra os procuradores municipais acusados de praticarem violência sexual.

O Oi questionou a prefeitura sobre o assunto. Por meio da Diretoria de Comunicação da prefeitura (comandada por Fernando Felippe), o governo ferrazense informou que: “De acordo com a Corregedoria Geral da Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, fatos desta natureza são apurados sob sigilo para assegurar a intimidade das vítimas, portanto, a Corregedoria, por ora, não pode se manifestar”.

Entenda o caso

Nesta quinta-feira o Jornal Oi publicou a reportagem onde a entidade denuncia os procuradores e alerta o prefeito para o caso de o governo se omitir em relação ao assunto. Confira a reportagem.

Procuradores não se manifestam

A reportagem do Jornal Oi também acionou os procuradores da prefeitura de Ferraz para que eles se manifestassem sobre as acusações/denuncias da entidade que teria sede em São José dos Campos.

Ocorre que até o final da tarde desta quinta-feira, os procuradores não se manifestaram sobre o assunto.

Nos bastidores da prefeitura, os procuradores alegam que a denuncia da Organização Social teria sido forjada por assessores do prefeito Zé Biruta e que as acusações seriam falsas e levianas.