O governador Geraldo Alckmin participou, nessa quarta-feira, 28, da inauguração da nova unidade industrial da Randon S.A., em Araraquara, no interior paulista.
O convite foi feito pelo presidente da companhia, David Abramo Randon, segundo informações do Palácio dos Bandeirantes.

“Quero destacar aqui a importância da Randon, uma empresa de logística estratégica para o país. Vai produzir vagões para carga do Brasil, um país continental, que precisa ter muitas ferrovias ligando aos portos brasileiros, e de outro lado, para a área rodoviária, os semirreboques, principalmente para a área de cana-de-açúcar. São Paulo é o maior produtor de cana do mundo. Então, tem tudo para crescer, já começa grande, é uma grande fábrica, investimento importante, e numa cidade excepcional, pela posição geográfica e recursos humanos, Etec, Fatec, universidade, engenharias. Dar os parabéns e tenho certeza que essa é apenas a primeira etapa da Randon”, disse Alckmin durante o evento.

Além dessa visita à cidade de Araraquara, o governo representado por Alckmin entregou, nos últimos dias, diversos outros projetos e investimentos, especialmente em cidades do Grande ABC.

Sorte dessas cidades e de quem mora nelas. Mas, e como ficam as cidades do Alto Tietê? Alckmin vai mesmo concluir o seu mandato no próximo dia 7 sem dar sequer um adeus aos eleitores dessa região que sempre lhe foram tão fieis nas urnas? Já destacamos aqui que Alckmin deverá concluir o seu mandato em dívida com o Alto Tietê e a cada dia que passa ele visita outras cidades e regiões – essa dívida só faz crescer. Pior para a nossa região.