GCM recebe 25 revólveres; objetivo do governo é combater a violência
Corporação recebeu lote de 25 revólveres calibre 38 da prefeitura de Campinas; em maio já havia adquirido 18 pistolas semiautomáticas/ Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano
Prefeitura de Suzano Refis

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano apresentou nessa terça-feira, 14, um novo lote de armas que foi doado pela prefeitura de Campinas na semana passada. A cidade foi contemplada com 25 revólveres calibre 38, das marcas Taurus e Rossi.

Agora, no total, já são 43, já que em maio deste ano haviam sido adquiridas 18 pistolas semiautomáticas calibre 380.

Segundo o assessor especial da Secretaria Municipal Segurança Cidadã, Jefferson Ferreira dos Santos, os guardas devem utilizar as armas em breve. Para isso, um decreto está sendo formatado juntamente com o corpo jurídico para normatizar o uso já para os próximos dias. “Agradeço essa parceria com Campinas. Com essa união, ficamos mais fortes para poder oferecer uma maior segurança aos suzanenses”, disse.

Todos os 134 agentes já passaram por treinamento e avaliação psicológica e estão aptos a portarem as armas. Anualmente, integrantes passarão por uma requalificação de 80 horas, que é uma exigência da Polícia Federal. É importante ressaltar ainda que a corporação já possui um armeiro, o GCM Plauto Barbosa de Moraes Júnior, que fará a manutenção das armas.

Para o assessor especial da pasta, a iniciativa de armar a GCM vem ao encontro da lei federal nº 13.022/2014. As munições já foram adquiridas e falta ainda a liberação do Exército Brasileiro. Além disso, as armas não letais, como o taser Spark, continuarão sendo utilizadas normalmente.

A apresentação do novo armamento foi realizada na sede da GCM e contou também com a presença do prefeito Rodrigo Ashiuchi, do comandante da corporação, Sérgio de Assis Andrade, do subcomandante Rafael Reis, e de outros integrantes.

“Esta é uma conquista muito esperada que se soma às várias frentes que já estão funcionando, como o Canil e a Patrulha Maria da Penha. Além da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), que já está sendo instituída, e o Centro de Monitoramento, que vamos entregar ainda este ano. É claro que não somos a favor da violência, mas é necessário que GCM se renove sempre. Todo o efetivo está preparado para fazer uso dessas armas e pronto para contribuir com a segurança da nossa população”, destaca Ashiuchi.