“Foi à cena mais triste que já assisti na vida”, diz o governador do Estado
"Foi à cena mais triste que já assisti em toda a minha vida. Fico muito triste que um fato como este ocorra em São Paulo, ocorra no Brasil. Estou consternado, chocado", afirmou o governador/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), cancelou a agenda do dia e chegou à escola em um helicóptero, acompanhado do secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares da Silva, do secretário de Segurança, general João Camilo Pires de Campos, e do comandante da PM, o coronel Salles. Doria disse que estava “muito impactado”.

“Foi à cena mais triste que já assisti em toda a minha vida. Fico muito triste que um fato como este ocorra em São Paulo, ocorra no Brasil. Estou consternado, chocado”, afirmou o governador.

Veja abaixo a repercussão do crime no Brasil

  • Alessandro Molon, deputado federal (PSB)

“Chocado e entristecido com as primeiras notícias do tiroteio numa escola em Suzano. As informações até agora dão conta de crianças mortas… Que tragédia!”

  • Carla Zambelli, deputada federal (PSL)

“Estamos consternados com a notícia do assassinato de várias pessoas, incluindo crianças, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Aguardando informações sobre as vítimas. Que Deus proteja a todos nós!”.

  • Ciro Gomes, político brasileiro

“Uma tragédia que aconteceu em Suzano. Que Deus conforte as famílias e amigos”.

  • Davi Acolumbre, presidente do Senado Federal

“É com perplexidade que recebi, a notícia do tiroteio no Colégio Estadual Raul Brasil, em Suzano-SP. Eu me solidarizo às famílias das vítimas e espero que as reais causas dessa tragédia sejam descobertas”.

  • Fernando Haddad, político e ex-ministro da Educação

“Que tristeza! Minha solidariedade à comunidade da escola em Suzano. Que um dia tenhamos PAZ!”.

  • Guilherme Boulos, coordenador do MTST e da Frente Povo Sem Medo

“Tragédia em Suzano: ao menos 5 jovens mortos a tiros por 2 adolescentes, que depois se mataram. Nossa solidariedade aos familiares e a toda comunidade escolar neste momento tão doído. É preciso dar um basta ao culto da violência, que apresenta armas como “ideal de força”.

  • Janaina Paschoal, profesora de direito e advogada

“Meu Pai, não há o que dizer diante das crianças e da diretora mortas em Suzano! Muita tristeza!”.

  • João Amoedo, fundador do partido Novo

“Lamentável este ato bárbaro que ocorreu na escola estadual em Suzano. Meus sentimentos e solidariedade às famílias das vítimas”.

  • Joice Hasselman, deputada federal (PSL)

“Tiroteio em escola estadual em Suzano: 8 mortos. Dois homens encapuzados seriam os autores. Ainda não há detalhes. Minha solidariedade aos pais, neste momento angústia”.

  • Marina Silva, senadora

“É difícil conter as lágrimas diante do trágico ataque a tiros numa escola em Suzano, que causou a morte de alunos e uma funcionária. Este é um retrato perverso de uma crise maior em que a vida perde seu valor. Que Deus sustente as famílias e a todos nós nesse momento de dor”.

  • Ricardo Vélez, ministro da Educação

“Recebo com muita tristeza a notícia de que crianças e um funcionário foram brutalmente assassinados na escola Prof. Raul Brasil, em Suzano, SP. Meus sentimentos às famílias. Expresso meu repúdio a essa manifestação de violência. Acompanharei de perto a apuração dos fatos”.