Cerca de 30 outdoors com dizeres pedindo “Lula na cadeia” foram instalados em avenidas de Porto Alegre
Cerca de 30 outdoors com dizeres pedindo “Lula na cadeia” foram instalados em avenidas de Porto Alegre

Coincidência ou não, a cada nova pesquisa para a eleição presidencial de 2018, em que o ex-presidente Lula aparece à frente de seus adversários, surgem na imprensa novas informações nada favoráveis à Lula e as seus eleitores.

Nessa segunda-feira, vários sites de informações destacaram que, embora, um dos principais obstáculos para disputar as eleições presidenciais do próximo ano seja uma possível condenação em segunda instância no processo do tríplex do Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda enfrentará outras batalhas jurídicas até outubro de 2018.

Sentença do ex-presidente Lula

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que o petista será sentenciado, até as eleições, nas quatro ações penais sob tutela dos juízes Vallisney de Souza Oliveira e Ricardo Leite, respectivamente titular e substituto da 10ª Vara Federal em Brasília, especializada em lavagem de dinheiro e onde tramitam os processos relacionados às operações Lava Jato e Zelotes.

As sentenças, com condenação ou absolvição, não têm o poder de inviabilizar a candidatura do petista, mas podem dificultar ainda mais a campanha de Lula para tentar voltar ao Palácio do Planalto. A primeira sentença em um caso envolvendo Lula na Justiça em Brasília pode sair ainda em 2017, e as outras três devem ser pronunciadas entre março e agosto.

Não temos procuração para defender Lula, mas está mais claro que existe todo um esquema armado para impedir (custe o que custar) a participação de Lula na eleição de 2018. Nesse momento, mais importante que a participação de Lula na eleição e sua vitória ou derrota, é saber por que setores da imprensa, do Judiciário, do mercado e da sociedade lutam tanto para que Lula não seja candidato e nem presidente?

 


CLIQUE AQUI PARA SEGUIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS OPINIÃO BRAS SANTOS