Especial educação: Itaquá promete investir mais que Suzano e Ferraz por aluno/ano em 2019
Itaquá fala em investir R$ 7,1 mil por aluno em 2019/ Foto: Glaucia Paulino/Divulgação

Na série de reportagens especiais sobre o investimento das prefeituras para melhorar a qualidade do ensino na rede municipal de educação, chegou a vez de Itaquá.

Apesar de ser uma das cidades do Alto Tietê com menor capacidade de investir na proporção de número de alunos x orçamento da prefeitura x orçamento da educação, os números transmitidos pela assessoria do governo do prefeito Mamoru Nakashima revelam em que 2019 a prefeitura de Itaquá poderá investir mais por aluno matriculado/ano que as prefeituras de Ferraz e Suzano.

Suzano investe até R$ 4,8 mil por aluno/ano matriculado na rede municipal, Ferraz, por seu lado, gasta até R$ 5,3 mil. Itaquá fala em investir R$ 7,1 mil por aluno em 2019. Todas elas, entretanto, investem menos que Arujá.

Conforme reportagem já publicada no site do Oi, o governo de Arujá garante investir R$ 9,5 mil por aluno/ano matriculado na rede municipal.

Oi Diário: Quantas vagas foram abertas nas creches municipais conveniadas e de gestão direta da Secretaria de Educação em 2017 e em 2018?

Governo de Itaquaquecetuba:

Projeção de vagas criadas em creches 2017 

  • Municipais = 979
  • Subvencionadas = 813
  • Total = 1.792

Projeção de vagas criadas em creches 2018 

  • Municipais = 1.273
  • Subvencionadas = 751
  • Total = 2.024

Oi Diário: Quantas crianças ficaram na fila de espera por vagas em 2017 e em 2018? Quantas vagas a prefeitura precisou abrir por causa de determinações da Justiça?

Governo de Itaquaquecetuba: 

  • Fila de demanda 2017 = 3.923
  • Fila de demanda 2018 = 3.428
  • Atendidos pelo Ministério Público = 2017 = 548 / 2018 393 (Até 21/11/2018)

Oi Diário: Quantas creches e escolas municipais foram instaladas ou inauguradas em 2017 na cidade e quantas são de gestão direta e quantas são conveniadas? E quantas foram instaladas e ou inauguradas em 2018?

Governo de Itaquaquecetuba: 

  • Inaugurações 2017 – Creches Subvencionadas – 3
  • Inaugurações 2018 – Creches Subvencionadas – 2

Oi Diário: No total, somando todos os alunos matriculados na rede municipal, quantas crianças foram atendidas nas creches e no ensino fundamental em 2017 e em 2018? E quantos deverão ser atendidos em 2019?

Governo de Itaquaquecetuba:

  • Total de alunos matriculados em creches 2017 = 4.954/2018 = 5.672
  • Previsão para 2019 = 5.900
  • Total de alunos matriculados Educação Infantil  2017 = 9.005 / 2018 = 9.276
  • Previsão para 2019 = 9.500
  • Total de alunos matriculados Ensino Fundamental 2017 = 26.003/ 2018 = 25.887
  • Previsão para 2019 = 26.400

Oi Diário: Quantas vagas serão abertas nas creches conveniadas ou de administração direta em 2019? Com o preenchimento dessas vagas, qual será a fila de espera em cada uma das faixas etárias que a Secretaria Municipal precisa atender?

Governo de Itaquaquecetuba: 

Previsão de vagas em creches para 2019 por estágio municipais e subvencionadas:

  • Berçário 1 = 337 – Inscritos até 21/11/18 = 260 = Déficit 0
  • Berçário  2 = 343 – Inscritos até 21/11/18 = 900 = Déficit = 557
  • Maternal 1 = 1.149 – Inscritos até 21/11/18 = Déficit = 1250 = 101
  • Maternal 2 = 461 Inscritos até 21/11/18 = 830 = Déficit = 369

Oi Diário: Quais foram nos últimos dois anos o custo médio por aluno matriculado na rede municipal para a Secretaria de Educação e para a prefeitura? Quais são os investimentos feitos dentro deste custo médio? Merenda? Professor? Manutenção? E o que mais a prefeitura inclui nesta conta? E qual deverá ser o custo médio por aluno em 2019?

Governo de Itaquaquecetuba: 

Custo médio por aluno matriculado nos dois últimos anos:

  • 2017 = R$  6.454,69
  • 2018 = R$  6.260,57  (10 meses)

Custo médio por aluno para 2019:

  • 2019 = R$  7.104,56

Oi Diário: Qual foi a previsão e a arrecadação final da Secretaria de Educação em 2017 e em 2018? E qual é a previsão de arrecadação para 2019?

Governo de Itaquaquecetuba:

Previsão e arrecadação da Secretaria

Ano                    Previsto                                        Arrecadado

2017   =    R$   227.032.268,00                       R$   267.217.538,42

2018   =    R$   254.544.046,00                       R$   227.692.373,99  (10 meses)

  • Previsão de arrecadação para 2019 = R$ 301.034.371,00

Oi Diário: Quanto a prefeitura vai investir em 2019 na compra de uniformes, kits escolares, além de outros equipamentos de apoio e em capacitação de professores, educadores e na reforma de prédios escolares?

Governo de Itaquaquecetuba: Em relação ao Kit escolar para 2019, a Secretaria de Educação informa que está em processo licitatório.

Oi Diário: Quais são os indicadores e referências usadas pelo governo para avaliar se a educação é de boa qualidade ou não na cidade? E quais são as metas, em termos de desempenho e resultados dos alunos, para o ano de 2019?

Governo de Itaquaquecetuba: Sobre a avaliação feita em relação ao desempenho da educação no município é utilizado o IDEB e a prefeitura de Itaquaquecetuba têm investido na Educação e a prova disso é que a atual administração conseguiu elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), de 4.6 em 2013 quando assumiu o governo para 5.7, ultrapassando assim, a meta estipulada pelo IDEB que era de 5.5 para 2017. Com isso, a cidade foi o terceiro município que mais cresceu no índice, nos últimos quatro anos, ficando atrás somente de Mogi das Cruzes e Suzano.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a pasta também faz sondagens e Avaliações Internas (Avi) que tem como objetivo cartografar as deficiências de aprendizagem dos alunos, e a partir dos resultados, trabalhar as necessidades em cada unidade escolar.

A Secretaria enfatizou também que é feito um trabalho de formação continuada de professores e até mesmo avaliações internas com foco em analisar o ensino constantemente, além de projetos educacionais e reorganização administrativa de acordo com o Plano de Carreira do quadro de magistério, reorganização do transporte escolar entre outras, visando à melhoria do ensino público municipal.