‘Escanteado’ na inauguração da Arena, o deputado Estevam relembra e destaca sua história no vôlei em Suzano
Durante a cerimônia de inauguração da Arena, o vice-prefeito de Suzano afirmou que o deputado, quando era prefeito, apenas cercou a área do Parque Max Feffer e que o terreno era mais um criadouro de sapos e rãs / Foto: Glaucia Paulino/ Oi Diário
Prefeitura de Suzano Refis

O deputado estadual Estevam Galvão (DEM) decidiu usar principalmente as redes sociais ‘para ir à forra’ contra o tratamento (nada VIP) que recebeu na inauguração da Arena Suzano no último dia 5.

Estevam Galvão que é pré-candidato à reeleição e foi prefeito da cidade por quatro mandatos tem postado nas redes sociais, alguns vídeos que destacam o seu papel no sucesso do vôlei em Suzano.

Em entrevista ao “Café na Redação” (programa do Jornal Oi) no mês passado, o ex-técnico do vôlei supercampeão de Suzano Ricardo Navajas afirmou com todas as letras que o sucesso do vôlei em Suzano só aconteceu porque lá no início dos anos de 1990 o então prefeito bancou (colocou dinheiro da Prefeitura) os investimentos de que o time precisava para competir em alto nível e ganhar títulos.

Nos vídeos postados nos últimos dias, o deputado Estevam relembra a importância que o time de vôlei teve para Suzano.

No evento de inauguração da Arena (que levou 25 anos para ficar pronta) que contou com a participação do governador Márcio França (PSB), o deputado não teve nenhuma chance de destacar (lembrar) ao público que estava no local e a população em geral o seu apoio (que ele considera fundamental) para que Suzano tivesse um time supercampeão.

Vice-prefeito pegou pesado com o deputado?

Além de não ter tido oportunidade de falar durante a cerimônia, o deputado Estevam teve de ouvir ‘umas verdades’ ditas pelo vice-prefeito Walmir Pinto (PDT). O vice (que não perde nenhuma chance de ‘cutucar’ o deputado e ex-prefeito) afirmou (em tom bastante elevado) que Estevam (quando era prefeito) apenas cercou a área do Parque Max Feffer, mas que o ex-prefeito não implementou o Parque e que o terreno (na esquina das avenidas Brasil e Mario Simonsen) era mais um criadouro de sapos e rãs.

De acordo com o discurso de Walmir Pinto, o Parque passou a ganhar forma (e investimentos) na gestão do ex-prefeito Marcelo Candido e está ganhando novos equipamentos na gestão do atual prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).