Entrada dos Palmitos, ponto alto da Festa do Divino, será neste sábado
O cortejo lembra a tradição da chegada dos moradores da zona rural / Foto: Ney Sarmento/PMMC

A Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes terá o ponto alto de sua programação folclórica neste sábado, 19, a partir das 8h30, com a Entrada do Palmitos.

O cortejo lembra a tradição da chegada dos moradores da zona rural para participar das comemorações em homenagem ao Divino e agradecer pela colheita e pela fartura. A concentração dos participantes acontecerá a partir das 7h30, na rua Doutor Ricardo Vilela. A saída está prevista para às 8h30. Após descer a rua Doutor Ricardo Vilela e percorrer a rua Doutor Deodato Wertheimer, os participantes entrarão pela rua Doutor Paulo Frontin até chegar à Catedral de Santana.

Muitas ruas serão interditadas para o cortejo que levará milhares de pessoas ao centro de Mogi

Na manhã dessa quarta-feira, 16, uma reunião na Secretaria Municipal de Transportes definiu os últimos detalhes do trabalho voltado ao trânsito. Ao todo, 50 profissionais entre agentes municipais de trânsito, guardas municipais e policiais militares atuarão no controle do trânsito. A principal orientação aos motoristas é evitar a região central, utilizando a via Perimetral para cruzar a cidade. Excepcionalmente durante o período da Entrada dos Palmitos, o trânsito de veículos pela passagem de nível da rua Doutor Deodato Wertheimer será liberado.

Ele irá receber o fluxo proveniente da rua Navajas, que, também durante o evento, terá circulação sentido bairro-centro em toda sua extensão. A proibição de trânsito na passagem de nível e a circulação da via voltarão ao normal após o término do cortejo. Terminado evento, os carros de boi se dispersarão pela Coronel Souza Franco, Doutor, Correa, rua Navajas, passagem subterrânea Oswaldo Crespo de Abreu, avenida Carlos Ferreira Lopes e, finalmente, avenida Professor Ismael Alves dos Santos. Todas essas vias, logo, também ficarão provisoriamente interditadas. Já as charretes e cavaleiros farão a dispersão pelas ruas Padre João e Navajas.