Poá amplia atendimento dos ônibus na Vila São Francisco
Bairro que está passando pelo processo de regularização fundiária, também tem agora atendido o pedido de melhorias no transporte coletivo/ Foto: Divulgação/Departamento de Comunicação de Poá
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Uma parceria entre a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana e a concessionária de transporte coletivo Radial Transporte, ampliou o atendimento da linha 013, conhecida como “Circular Jardim Emília”, beneficiando assim os moradores da Vila São Francisco.

O atendimento que antes era feito somente em dias úteis e nos horários das 4 às 7 horas e das 16h35 às 19h35, agora passou a ser feito das 4 até às 20 horas todos os dias, com uma frota operacional de dois veículos nos dias úteis e sábados e um veículo aos domingos, além da linha passar a ter extensão de 14,520 quilômetros.

“A função da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana é buscar alternativas para facilitar a vida da população. Antes os moradores do bairro tinham um intervalo de mais de nove horas sem o serviço, pois ele parava às 7h e retornava às 16h35, prejudicando quem precisava do serviço, além da falta de transporte no final de semana”, explicou o secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Wilson Lopes.

O secretário ainda acrescentou que essa é uma grande conquista e que vai facilitar o transporte para os moradores, trabalhadores e estudantes da Vila São Francisco, que até então não tinham atendimento digno.

“A participação da comunidade é importante, com sugestões de medidas que podem ser adotadas para a melhoria do transporte coletivo em nosso município”, informou Wilson Lopes.

Vila São Francisco

A Vila São Francisco está passando por processo de regularização. As equipes que realizarão a topografia, inclusive, já estão no bairro conversando com os moradores. A legalização da região só é possível devido parceria do Poder Executivo poaense e a Secretaria de Estado da Habitação, por meio do Programa Cidade Legal.

Todos os serviços compreendidos no bairro para regularização serão custeados pelo Governo do Estado, e com a conclusão do projeto, será viável a legalização da região e a consequente concretização das tão almejadas obras de infraestrutura, iluminação, colocação de guias sarjetas, asfalto e planejamento para construção de instrumentos públicos como creche, escola, posto de saúde, a oficialização dos endereços, como também, das linhas de transporte coletivo.