Em frente sempre
Atualmente, e cada vez mais, vemos as diferenças diminuindo, a mulher tomando as rédeas de seus direitos perante a sociedade/ Foto: Divulgação
Prefeitura de Mogi das Cruzes

Nesta semana, enquanto realizávamos a última formatura de 2018 dos cursos profissionalizantes oferecidos pelo Fundo Social, uma das formandas tomou o microfone e bradou: lugar de mulher não é esquentando a barriga na beira do fogão. É onde ela quiser estar.

Esta aluna, que foi ovacionada, estava se formando no curso de construção civil, uma novidade que conseguimos implantar neste ano e que, para a nossa grata surpresa, foi cursado majoritariamente por mulheres.

Imediatamente, me ocorreu o orgulho que sinto por ser mulher hoje em dia e poder viver todas as evoluções que tivemos graças a outras corajosas mulheres, que traçaram o caminho para estarmos onde estamos.

Atualmente, e cada vez mais, vemos as diferenças diminuindo, a mulher tomando as rédeas de seus direitos perante a sociedade, conquistando o mercado de trabalho, quebrando tabus em questões culturais, morais e éticas.

Ainda há muito a se fazer, é fato. Ainda existe preconceito, discriminação, injustiças e violências injustificáveis.

Mas não podemos deixar de reconhecer o fato de que saímos do estado de dormência que nos foi designado durante décadas, para ganhar o mundo e fortalecer a mensagem: daqui em diante, retrocessos não serão aceitos.

Vamos em frente, bravas mulheres! E como é bom saber que, de alguma forma, com nosso empenho diário e a incansável meta, conseguimos contribuir para esse processo histórico. Ano que vem tem mais!