Jogando na capital, o Mogi das Cruzes/Helbor foi superado pelo Paulistano por 84 a 67 nesta sexta (9). Não foi uma boa noite para os mogianos, que tiveram apenas o ala-pivô Tyrone Curnell pontuando em dois dígitos (10). O time comandado pelo técnico Guerrinha venceu apenas o último quarto por 16 a 13. O Paulistano fechou os três primeiros em 21 a 17 (1º), 26 a 13 (2º) e 24 a 21 (3º)

Além dos 10 pontos, Tyrone ainda pegou dez rebotes. O mais eficiente da equipe foi o ala Shamell Stallworth, com nove pontos, quatro rebotes e sete assistências. Jimmy Dreher fez nove pontos, Caio Torres anotou oito, Guilherme Filipin e Larry Taylor fizeram sete cada. O cestinha do jogo foi o pivô do Paulistano, Guilherme Hubner, com 15 pontos. O time da capital ainda teve outros três jogadores passando dos dígitos na pontuação: Yago (10), Lucas Dias (14) e Deryk Ramos (14).

“O time não jogou focado e com a mesma energia que jogou no último jogo, que mesmo estando em desvantagem conseguiu reverter. Poderíamos jogar cinco dias que perderíamos de 20 pontos do mesmo jeito. O time não conseguiu traduzir em energia, em disposição, em entrega no jogo e isso não é o espírito do time. Aí fica tudo difícil. Eles tiveram melhor aproveitamento, mais rebotes de ataque, mais assistências, mais bolas recuperadas, mais contra-ataques, em função, não só da qualidade de cada jogador que entrou, mas, principalmente, pela energia que eles jogaram, com muito mais fome do que a gente”, ressalta o técnico Guerrinha.

Com a derrota, o Mogi das Cruzes/Helbor agora está na quarta posição na tabela, atrás de Franca (3º), Flamengo (2º) e Paulistano (1º). Os próximos compromissos da equipe mogiana serão no dia 16 contra o Caxias do Sul, às 20h, e Joinville, dia 18, às 19h. Os dois jogos serão no Ginásio Hugo Ramos e os ingressos já podem ser comprados pelo site totalplayer.com.br/mogi.